Ponte enfrenta Genus na noite desta quinta (5), em Porto Velho-RO, pela 2ª Fase da Copa do Brasil; estreante no comando da Macaca, Eduardo Baptista prega respeito ao adversário

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

 

A equipe da Ponte Preta entra em campo na noite desta quinta-feira (5), às 21h30, pela Copa do Brasil. A Macaca enfrenta o Genus, no estádio Aluizão, em Porto Velho-RO, nesta que é a primeira partida da 2ª Fase da competição. Pelo regulamento do torneio, ainda nessa fase, caso a equipe visitante vença por dois gols ou mais de diferença, elimina a partida de volta. Apesar disso, o técnico Eduardo Baptista, que estreia no comando do clube diante dos rondonienses, respeita o time mandante, mas não esconde que vai em busca da classificação.

 

“É um campo pesado. E em um jogo como esse, em que não temos muitas informações do adversário, temos que levar esse fato em consideração. Temos uma ideia de colocar a melhor equipe em campo. Se tivermos a condição se eliminar o jogo de volta é ótimo porque ganhamos mais uma semana para trabalhar. Mas o principal objetivo é fazer um bom jogo e não levar gols. Se conseguirmos isso e a classificação é excelente. Vamos enfrentar o desconhecido. Só temos um jogo deles e por isso não há tantas informações. É um time aguerrido, que briga muito rápido. Acima de tudo é respeitar o adversário”, afirma o treinador, que se não muda muito a escalação do time que atuou no Paulista, vê o time com outra postura.

 

“As peças podem ser quase as mesmas, mas a maneira de jogar mudou. Colocamos alguns conceitos que achamos necessário, principalmente para quem vai disputar o Campeonato Brasileiro. Logico que vamos disputar a Copa do Brasil, mas o pensamento já é o Brasileirão, então é uma Ponte Preta diferente. Tentando equilibrar bem os setores ofensivo e defensivo. Os jogadores tem se adaptado muito bem a isso”, avalia o técnico.

 

Para o jogo de mais a noite, Eduardo testou diferentes formas de atuação. “Duas formações foram bem testadas. Vamos analisar com calma a equipe do Genus pra ver qual a opção melhor. O importante é que todos estão cientes do que tem que fazer. Independente da formação que vamos levar a campo, todos os atletas são conscientes do que deve ser feito. Sem a bola todos tem função de marcação, uns com mais e outros com menos. E com a posse de bola a mesma coisa. Todos participam do jogo, inclusive nosso goleiro. Essa é a filosofia que temos colocado e os atletas tem aceitado bem”, completa.

 

Para quem não estiver em Porto Velho-RO, as opções são as transmissões do Fox Sports 2, das rádios esportivas de Campinas (AM 870 e 1170; e FM 99,1) e as web rádios Macacada Reunida e Ponte News.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS