Ponte enfrenta Genus-RO nessa quinta-feira (12), no Majestoso, em busca da classificação para a 3ª Fase da Copa do Brasil e Eduardo Baptista pretende da continuidade a equipe que atuou em Rondônia

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

 

A equipe da Ponte Preta enfrenta novamente o Genus-RO, na noite dessa quinta-feira (12). A partida válida pelo jogo de volta da 2ª Fase da Copa do Brasil, será disputada às 21h30, no Moisés Lucarelli. A Macaca tem a vantagem do empate, por ter vencido o primeiro confronto pelo placar de 1 a 0, em Porto Velho-RO. O técnico Eduardo Baptista sinalizou que deve escalar equipe semelhante a que atuou fora de casa.

 

“Eu já vinha desenhando essa equipe há alguns dias. Infelizmente tivemos a baixa do Élton e o Rene Junior ainda está se readaptando. Será uma equipe em que a maioria dos atletas jogaram em Rondônia e é bom porque damos sequência no trabalho”, afirma o técnico, que reforça.

 

“Eu tenho uma formação acadêmica na área da fisiologia, da própria educação física e não sou muito adepto a poupar. O atleta gosta de jogar e tem que jogar. Em alguns casos nós estudamos. Acho mais importante dar sequencia a esses jogadores. É um trabalho que está se iniciando, houve uma mudança na maneira de jogar e é importante que se tenha uma recuperação”, explica.

 

Apesar de marcar sua estreia em casa sob o comando do time, Eduardo se mostra focado na partida. “É um dia especial. Mas tenho que deixar isso um pouco de lado. É uma responsabilidade, uma Copa do Brasil, com todos os perigos que o torneio tem. São adversários que vem para jogar o jogo da vida e temos que estar muito concentrados”, diz o treinador, que quer receber o apoio da Nação Alvinegra, sabedor que é um confronto com suas dificuldades.

 

“Temos que trazer essa confiança de volta e só nós podemos mudar isso dentro do campo. O jogo também tem essa importância de começar a reconquistar a torcida. É um jogo chato, em que se não tiver concentração pode se tornar difícil. Tenho que passar esse equilíbrio aos atletas. Que os atletas estejam inspirados e que tudo que trabalhamos aconteça. Um time leve, que chega ao gol e marque forte sem a bola. Quero muito que façamos um bom jogo e a torcida fique contente”, completa.

 

Para quem não for ao Majestoso, as opções são as transmissões das rádios esportivas de Campinas (AM 870 e 1170; e FM 99,1) e as web rádios Macacada Reunida e Ponte News.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS