Ponte enfrenta Corinthians neste sábado (27) e Eduardo Baptista espera confronto difícil, mas confia em elenco para se aproximar de rival paulista na classificação do Brasileiro; torcedor pode comprar ingressos a partir de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia) e tem a estréia do Espaço Família Viva Schin

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

A equipe da Ponte Preta encerra a maratona de três jogos em seis dias, na tarde deste sábado (27). Depois de empatar fora de casa, contra o Palmeiras no domingo (21) e contra o Atlético Mineiro, na quarta-feira (24), a Macaca enfrenta o Corinthians, às 16 horas, no Moisés Lucarelli. Para o técnico Eduardo Baptista, a semana foi pesada, mas vê o time motivado em busca de mais uma vitória no Campeonato Brasileiro Série A.

 

“É uma semana dura. Mas nossos atletas são de Série A e estão prontos para jogar. É um jogo difícil, no momento em que vira um confronto direto, porque com uma vitória nossa encostamos. É um time que hoje está em terceiro lugar, muito qualificado e eu tenho um lema comigo: quando nós perdemos aqui de 4 a 0, nós não éramos tão ruins quanto falavam e atualmente não somos tão bons. Não podemos perder a essência. Lógico que em casa, tem o peso da torcida e eu acredito que talvez dê o maior público da Ponte Preta no ano, tenho fé nisso. Até porque fizemos por merecer o apoio da torcida.É procurar fazer um grande jogo e tentar buscar a vitória, pois nos põe em uma posição muito boa no campeonato”, afirma Eduardo, que reforça a expectativa de um grande resultado.

 

“É um campeonato competitivo e tem que pontuar. A vitória é excepcional, mas se não der para ganhar, um ponto se soma, como foi contra o Palmeiras. Apesar de um ponto, subimos uma posição e temos que estar concentrados. Sabemos das dificuldades, mas com o entendimento de que a Ponte vive um momento bom, de confiança e temos que saber tirar proveito desse momento, com uma partida consistente contra o Corinthians. A tentativa é por somar três pontos que nos ajudarão demais nessa caminhada”, destaca o técnico da Macaca, que atualmente soma 31 pontos na classificação, enquanto o adversário de hoje tem 37 pontos somados.

 

Eduardo Baptista também comenta sobre o equilíbrio que existe na competição nacional desta temporada. “Considero o campeonato mais equilibrado dos últimos tempos. Não se consegue apontar um campeão. Abre uma roda com dez pessoas e vai se apontar três ou quatro aspirantes a título. O Brasileiro ainda não se decidiu e estamos já na terceira rodada do returno. Tem espaço para todo mundo e se pegar uma seqüência de nove pontos em três jogos, bate lá em cima”, acredita o técnico, que exalta o trabalho da Ponte.

 

“Nós não temos grandes talentos, mas o grupo é muito comprometido. É algo importante, pois nos últimos jogos fizemos até quatro alterações na equipe e conseguimos manter o padrão. Muito por causa do trabalho comissão técnica, mas principalmente pelo comprometimento dos atletas nos treinamentos, de tentar entender o adversário. Acho um trabalho da Ponte muito forte, tanto da comissão técnica, como da leitura dos jogadores. Poucos são os que não tiveram oportunidades e acho que tudo isso leva a Ponte a ser um grupo forte. E o mais importante é que sabe das dificuldades que encontra e sabe ser humilde para neutralizar isso. É um time se formando, mas espera chegar bem no campeonato”, reforça o comandante, que confia em ver a casa cheia nesse sábado.

 

“Desde que cheguei eu falei que tínhamos que chamar o público não com palavras, mas com atitudes. E a Ponte Preta se qualifica com uma atitude grande, personalidade, às vezes não grande jogos, mas de muita briga. Não vamos estar 100% contra o Corinthians, que teve a semana toda para trabalhar, mas a Ponte é um time que se supera a cada jogo. E o torcedor vai ser um algo mais nesse jogo. Acredito muito e tenho fé que esse torcedor vai dar a resposta dele. Esperamos um grande público. Isso vai compensar a nossa semana dura. Os atletas estão esperando um grande público. Eu falo para eles, pois conheço a Ponte há mais tempo, que o Moisés Lucarelli lotado, pesa para o adversário. Precisamos de todas as forças, mas a grande força é do nosso torcedor”, afirma o treinador.

 

O técnico acrescenta ao falar do adversário. “O Corinthians tem jogadores de alto poder de finalização, que concluem bem suas jogadas. É uma equipe que quem enfrenta tem que ter um alto índice de concentração, estar antenado na marcação e ter personalidade para jogar quando estiver com a bola, porque eles também dão espaço”, completa.

 

 

Ingressos

 

Os valores dos ingressos para o jogo deste sábado são de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia) na arquibancada central do estádio. Geral (atrás do gol), as sociais e o ingresso do visitante, estão a R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Por determinação da PM, a venda – que se iniciou às 7 da manhã – vai só até às 10 horas.

 

Quem não estiver no Majestoso, pode acompanhar a partida da Macaca pelo Premiere FC ou pelas rádios esportivas de Campinas – FM 99,1 e AMs 870 e 1170, e pelas webrádios PonteNews e Macacada Reunida.

 

Espaço Família

 

A Viva Schin, marca de refrigerantes da Brasil Kirin, abrirá neste sábado o “Espaço Família Viva Schin” no Majestoso. A iniciativa inédita, idealizada pela Viva Schin em parceria com a Macaca – clube patrocinado pela marca, tem como objetivo ampliar as experiências de lazer disponíveis para a família.

 

Entre as ações programadas para acontecerem no espaço estão a entrada de crianças com os jogadores da Ponte Preta em campo, fotos com as mascotes do time, distribuição de vales-descontos da Ponte Store, serviços de massagem e manicure, vale pipoca e kits Ponte Preta e Viva Schin. As ações serão intercaladas e definidas a cada partida ao longo do campeonato.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS