Ponte enfrenta Bragantino fora de casa e, mesmo com desfalques, técnico Vadão se mostra confiante em bom jogo da equipe, que já contabiliza três vitórias seguidas

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

A Ponte Preta entra em campo na noite desta quarta-feira (05), em busca da sequência positiva no Campeonato Paulista. O time campineiro venceu as últimas três partidas que disputou e agora encara o Bragantino, em Bragança Paulista, no estádio Nabi Abi Chedid, às 19h30. O confronto é válido pela 12ª rodada da competição e, mesmo com os desfalques de César e Silvinho (expulsos na última partida), o técnico Vadão mantém a confiança em um bom rendimento do time fora de casa, apesar de acreditar em uma partida muito difícil.

“O jogo vai ser difícil por dois motivos: primeiro porque eles vêm de uma derrota, onde tiveram um jogador expulso no primeiro tempo e, ao atuar com um a menos contra o Santos na atual conjuntura, acabaram sofrendo uma goleada, o que não é do feitio do Bragantino. E o outro é a necessidade de se classificarem. Então eles têm esse sentimento de recuperação e de pensamento na classificação, assim como nós estamos indo pensando na nossa”, afirma o treinador, que definiu o substituo de César na zaga alvinegra, mas ainda não confirma o esquema tático.

“Quem vai para o jogo será o Raphael Silva. O Gabriel tem treinado muito bem, temos observado, e ele vai para o banco. Mas o Raphael, que vinha frequentando o banco, vai para o jogo. Na frente está definido que, caso mantenhamos o mesmo esquema tático, joga o Antônio Flávio, mas se formos mudar o esquema ainda vamos estudar. Iremos analisar um pouco mais o Bragantino e depois definimos”, diz o técnico.

No último treino, antes de enfrentar o Bragantino, Vadão optou por realizar um trabalho mais leve para os atletas, o que considera importante por diversos fatores. “Optamos por um treinamento recreativo, porque na segunda treinamos marcação, posse de bola e, como já era véspera de jogo e exigimos bem no dia anterior, demos uma atividade mais descontraída”, diz o comandante alvinegro, que enxerga méritos neste tipo de atividade.

“O recreativo é interessante porque normalmente os jogadores de linha gostam de ir ao gol, assim como os goleiros gostam de ir para a linha. Então é importante porque os goleiros hoje usam muito o pé, pois os jogadores retardam a bola para eles. E ao mesmo tempo temos que descobrir dentro do elenco qual é o jogador de linha que mais tem probabilidade de ir para o gol em uma emergência, como expulsão, quando já tivermos feito as três substituições. Pelo menos no treino de ontem o Carleto é o que mais mostrou condição”, explica Vadão, que ainda deseja que a Ponte apresente um melhor futebol.

“Nós não estamos mantendo uma regularidade. Temos oscilado muito entre bons e maus momentos. Às vezes jogamos bem o primeiro e mal o segundo ou o inverso. Precisamos de um pouco mais de regularidade e jogar os dois tempos de maneira igual. Temos cobrado isso dos jogadores, mas de qualquer forma veio uma melhora, mas essa melhora tem que ser total e não parcial”, completa o treinador.

O torcedor que não puder comparecer ao jogo, em Bragança Paulista, pode acompanhar a partida pelas rádios esportivas de Campinas (FM99,1, AM 870, 1170 e 1270). Também haverá transmissão do Premiere Futebol Clube e relato completo do jogo aqui no site oficial, após o apito final.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS