Ponte enfrenta Botafogo-RJ na noite deste sábado (28) e técnico Jorginho se mostra confiante em pontuar no Maracanã

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeHafner

 

A equipe da Ponte Preta tem mais um importante duelo na busca para deixar a zona do rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série A. O time campineiro enfrenta o Botafogo-RJ neste sábado (28), às 21 horas no estádio do Maracanã-RJ, e o técnico Jorginho ainda não definiu quem serão os 11 atletas que começam como titulares no jogo válido pela 24ª rodada, mas quer pontuar independentemente de quem entrar em campo “O Botafogo é sempre forte no Maracanã e sabemos disso. Estamos vindo de uma grande vitória, mas não temos mais tempo. Precisamos resolver essa questão de somar pontos fora de casa e temos a consciência que um ponto é bom e três pontos seriam maravilhosos. Vamos em busca de pontuar”, diz.

 

A falta de tempo para treinar entre a partida da Total Sul Americana e a de hoje é uma das razões para as dúvidas de Jorginho. “Então estamos vendo os vídeos de jogos e conversando bastante para definirmos o que nós vamos fazer logo mais. Não teve nem como eu definir ontem, quando procuramos dar um descanso para os jogadores: fizeram só os dois toques deles mesmo, para relaxarem um pouco e não se cansarem tanto. Vamos conversar bastante em relação a isso, para definir a escalação da equipe e ver como vamos entrar”, reforça.

 

Na opinião de Jorginho, o adversário deste sábado é muito forte. “O Botafogo é uma grande equipe. Uma das melhores, bem estruturada. O Oswaldo Oliveira está realizando um grande trabalho e foi bom porque deram tempo para ele realizar isso. Lembro bem de quando ele começou com o Rafael Marques e a dificuldade que teve com esse atleta, que hoje é um atacante respeitado pela torcida. Não é um plantel caro, mas é de qualidade. Tiveram uma infelicidade contra o Bahia, pois os baianos estiveram muito bem naquele jogo, e nós temos que procurar surpreender também.”

 

O comandante pontepretano aponta características da equipe carioca que sabe serem geradoras de dificuldade. “A equipe do Botafogo é extremamente equilibrada. Ela consegue cadenciar, pois tem um líder como o Seedorf, tem outros jogadores que conseguem dar uma velocidade e uma transição rápida no contra-ataque. É uma equipe bem perigosa e muito bem treinada. O Oswaldo foi meu treinador em 2000, no Vasco do Gama, e foi um dos maiores treinadores que já tive. Com certeza vai ser uma pedreira, até mesmo porque eles estão precisando pontuar, pois distanciaram um pouco do Cruzeiro”, diz.

 

O técnico comenta também o fato de ter modificado a equipe nos últimos jogos, o que segundo ele não ocorre tanto por opção, mas sim por circunstâncias que o campeonato traz. “Não gosto de mudar o time. Tivemos uma necessidade contra o Atlético Paranaense. As mudanças que tenho procurado fazer são por isso e também pra preservar um ou outro jogador. Da forma como estamos jogando o Brasileiro, e semana que vem teremos jogos na terça-feira, quinta-feira e domingo, não tem jeito. Sou obrigado a fazer mudanças”, explica.

 

Jorginho finaliza reforçando a confiança em pontuar fora de casa logo mais. ”Se trouxermos uma vitória será maravilhoso. Alcançaríamos 22 pontos e nos aproximaríamos mais do último fora da zona de rebaixamento. Vamos em busca, sim, de pelo menos um ponto. Agora, se vierem os três será excelente.”

 

O confronto desta noite tem transmissão pelas rádios esportivas de Campinas – FM99,1, AM 870, 1170 e 1270, além de pay-per-view. Após o jogo você confere matéria completa aqui no site com o relato da partida.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS