Ponte enfrenta Botafogo neste domingo (21) e Kleina quer ir além do tabu de 11 anos sem perder para o adversário no RJ: treinador mira a 2ª vitória seguida no Brasileirão

Foto: PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta tem mais um desafio pelo Campeonato Brasileiro nesse domingo (21) a partir das 18 horas, quando entra em campo para enfrentar o Botafogo-RJ no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. Embalada por uma estreia com goleada por 4 a 0 no Brasileirão, a Macaca quer voltar para Campinas com mais três pontos na mala e para isso precisará mais uma vez demonstrar todo empenho e aplicação dentro de campo.

“Mais uma vez nosso foco é não perder a identidade do time, temos de ser fortes dentro e fora de casa para dar continuidade em bons resultados, ainda mais em um campeonato longo e de pontos corridos. Brasileiro é regularidade e temos que entender isso”, diz o treinador, que não revela o time que entra em campo logo mais. A principal novidade deverá ser na frente, já que o atacante Clayson se despediu do time na última rodada.

“Perdemos Pottker e Clayson em relação ao time que disputou o Paulista, então, querendo ou não, temos que reconstruir ataque: é dar confiança aos que estão entrando, moral aos que vão dar continuidade com a camisa da Ponte e entender que temos capacidade de fazer jogos de igual pra igual com qualquer time que vamos enfrentar”, diz.

Por outro lado, entre as novidades da Ponte,  Kleina já poderá contar com o zagueiro Rodrigo, caso entenda que deve utilizar o jogador. O atleta, ex-Vasco, foi apresentado pelo clube na última quinta-feira e pode usar sua experiência de anos de futebol carioca e de confrontos contra o Botafogo na noite desse domingo. A retrospectiva também está a favor da Macaca – a alvinegra não perde para o time da estrela no Rio de Janeiro há 11 anos – e, se por um lado o adversário estreou com derrota e vem com tudo para se recuperar, de outro atuou na quinta e enfrenta o cansaço.

Kleina, porém, não vê ninguém em vantagem no confronto. “A estatística e história têm seu peso, mas cada momento é diferente. Se você quiser puxar pro nosso lado temos a confiança pela estreia, vimos fazendo grandes jogos, decisões, acredito que elenco se ambientou e se adaptou a  jogos deste quilate, e esse é mais um em que temos que assimilar a pressão e colocar nosso jogo. Pelo lado deles, vem determinados para conseguir a primeira vitória no Brasileiro, estão em casa e se classificaram para uma Libertadores, estão numa atmosfera boa.”

Um curiosidade sobre a partida é que o time carioca contém cinco atletas que passaram pela Ponte. Os laterais Luis Ricardo e Gilson, o volante Bruno Silva, além dos atacantes Roger e Rodrigo Pimpão. Mas se os atletas adversários conhecem a Macaca, o técnico Gilson Kleina está bem municiado com informações do rival e ao longo da semana trabalhou para armar a melhor formação. “E acredito que o time realmente entrou neste clima de estar acostumado a jogar grandes partidas. Estamos no caminho certo e temos mesmo que saber conviver com decisões para assim a Ponte atingir o titulo inédito”, pontua.

O treinador faz ainda uma ponderação sobre a saída de Clayson e as especulações de que Fernando Bob também poderia deixar o elenco.  “Terminou o Paulista e fomos vice-campeões, superando inclusive potências e favoritos como Santos e Palmeiras, então é normal o assédio que os atletas estão tendo. Um campeonato forte como o Paulistão chama a atenção do mercado. Mas o jogador tem que entender que deve viver em cima de realidade e não em cima de especulação e expectativa. Houve interesse no Bob, mas ele assim como qualquer outro jogador nosso deve deixar isso pros representantes e a diretoria do clube resolverem, e se focarem na camisa da Ponte Preta”, ensina.

Quem não estiver no Rio de Janeiro hoje poderá acompanhar Ponte x Botafogo pelo Premiere FC. Também é possível ouvir a transmissão da partida pelas rádios FM 99,1, AM 1170 ou 870, e webrádios Alberto César, Macacada Reunida e PonteNews. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS