Ponte encara Comercial fora de casa nesta quarta-feira (05) e Vadão mantém equipe em busca de mais um importante resultado

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

A Ponte Preta tem mais um importante desafio na busca de consolidar a reação no Campeonato Paulista 2014. A equipe enfrenta o Comercial às 19h30 desta quarta-feira (05), no estádio Palma Travassos, em Ribeirão Preto, em partida valida pela 6ª Rodada da competição. O técnico Vadão, que fez sua reestreia diante do Corinthians com vitória, acredita que a equipe está bem atenta ao rival de logo mais.

“Vamos pegar mais uma vez uma equipe pressionada e o jogo vai se tornando uma guerra. Espero uma partida muito difícil, com todos lutando muito. O adversário perdeu o jogo anterior em casa e não sei se haverá mudanças no time deles, mas estamos atentos. Temos nossa equipe que faz as filmagens, que monta para nós e vamos analisar como iremos jogar contra o Comercial”, diz o treinador.

Vadão não faz segredo sobre a escalação. “Vamos repetir a mesma de domingo passado. A única dúvida é o Adrianinho, que teve uma lesão contra o Corinthians, mas conseguiu jogar. Entretanto, depois do jogo apresentou algumas dores, um pouco de inchaço, embora no exame não tenha afetado nada o ligamento do joelho, o que nos deixa mais tranquilos”, afirma o treinador alvinegro.

Ele também explica a importância do primeiro jogo no comando da equipe e o quanto a equipe entendeu a proposta de trabalho para superar o Corinthians. “Eu não sabia a reação psicológica deles. Eu conhecia alguns jogadores, outros de ver, mas não tinha trabalhado. O mais importante, no momento difícil, é saber como o grupo reage. Houve uma reação muito interessante. O time ganhou, jogou, tomou o gol de empate e não perdeu o equilíbrio. No intervalo conversamos, afastamos até o meio de campo, diminuímos o espaço do Corinthians para surpreende-los e fizemos um gol. E passamos a jogar no contra-ataque, com uma marcação muito boa”, analisa.

Vadão revela que já havia alertado os atletas que o jogo passado seria tenso. “Conversamos na preleção que a partida poderia tomar um rumo nervoso, intenso, o juiz poderia ter dificuldade para apitar e por isso tínhamos que ajudar o árbitro e não entrar em nenhum tipo de provocação, porque as duas equipes estavam pressionadas. Pedi para não entrarem em confusão, porque era até normal que alguns jogadores do Corinthians poderiam até tentar ganhar o jogo de qualquer forma. E no final do jogo mantivemos o equilíbrio e quem tomou as expulsões foram os atletas deles, o que acabou facilitando a manutenção do resultado”, diz.

O técnico salienta que, agora, a Ponte não deve cair na armadilha da euforia da última vitória e esquecer o compromisso desta noite. “Quando estamos pressionados, estamos sempre em estado de alerta. Tanto é que vencemos um time muito forte que é o Corinthians. Aí ganha do Corinthians e entra em um estado de relaxamento, que chamamos no futebol de ‘ressaca de vitória’. O alívio muito grande e às vezes demora muito para entrarmos em um estado de alerta novamente. Temos que nos prevenir contra isso porque se conseguirmos vencer o Comercial fora, temos São Paulo e Ituano em casa, com chance de classificar lá em cima, brigando com o São Bernardo, porque o Santos vai se classificar com tranquilidade”, completa Vadão.

Quem não puder ir a Ribeirão Preto ver a Ponte Preta de perto, pode acompanhar o jogo, a partir das 19h30, pelas rádios esportivas de Campinas (FM99,1, AM 870, 1170 e 1270). A partida terá transmissão do Premiere Futebol Clube e relato completo do jogo aqui no site oficial, após o apito final.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS