Em jogo em que João Carlos defendeu dois pênaltis, Macaca perde para o Corinthians por 2 a 1

A Ponte Preta foi a São Paulo enfrentar o líder da competição e foi superada por 2 a 1, apesar de ter exibido um bom futebol no campo adversário. Em um jogo pegado e com muitas faltas, a Ponte saiu atrás do placar, empatou, mas acabou perdendo por 2 a 1 em uma partida em que o goleiro João Carlos defendeu dois pênaltis cobrados pelo time da capital e o juiz deixou de marcar um penal a favor da Macaca. A Ponte volta a jogar às 16 horas deste sábado, no Majestoso, contra o Água Santa.

O jogo

Sem se intimidar por estar no estádio adversário, a Ponte foi pra cima e dominou nos primeiros 25 minutos, mas não conseguiu chegar ao gol. Aos quatro, Ravanelli jogou dentro da área para Felipe Azevedo, mas a defesa corinthiana interceptou a jogada. Aos sete, Felipe Azevedo fez jogada individual na direita e chutou, mas a bola foi para fora. Três minutos depois, João Vitor tentou passe de cabeça para Reinaldo, que acabou desarmado por Vilson.

Aos 12, Ravanelli cruzou na área do Corinthians e Edilson tirou. Aos 16, o time da capital chegou ao campo da Macaca, Arana cruzou na área da Ponte e Fábio Ferreira afastou o perigo. Aos 23, o Corinthians chegou em ataque perigoso e o volante Jonas entrou firme para desarmar Rodriguinho, com o juiz anotando pênalti contra a meta da Macaca.  Luciano cobrou e João Carlos, bem colocado, defendeu.

Na sequência do lance, aos 26, Edilson cruzou na área e Alan Mineiro chutou errado, mas, no rebote, Romero abriu o placar da partida. Mas a Ponte foi pra cima e aos 30 Jeferson cruzou na pequena área, Cassio espalmou em cima de Felipe Azevedo, que chutou bem e empatou a partida.

A Ponte se animou e continuou no ataque.  Aos 32, Fábio Ferreira teve chance, mas ficou impedido. No minuto seguinte, bela jogada de Felipe Azevedo, que ajeitou para João Vitor chutar para o gol. Cássio, porém, defendeu. Aos 34, Felipe Azevedo teve nova chance, mas o árbitro anotou novo impedimento. Aos 41, bom momento do time adversário: Luciano bateu de fora da área, mas João Carlos fez bela defesa. Wellinton Paulista teve ainda uma última oportunidade aos 45, mas mais uma vez foi marcada posição irregular. Após o minuto de acréscimo ao tempo regulamentar, a primeira etapa terminou com 1 a 1 no placar.

Para a segunda etapa, os dois times voltaram com alterações: na Macaca, Renato Augusto entrou no lugar de Jonas e no Corinthians, Tite colocou Maycon em vez de Alan Mineiro. A partida começou mais truncada, mas aos nove Ravanelli soltou uma bomba de fora da área e Cássio defendeu.  Aos 16,  Clayson deu lugar a Nino Paraíba e, no minuto seguinte, Felipe Azevedo chutou bem e a bola passou bem perto do gol de Cássio.

Aos 19, Luciano saiu para entrar André no Corinthians. Aos 20, Cássio defendeu chute de fora da área de Rodriguinho. Aos 22, Vilson parou ataque de WP9 com violência e recebeu amarelo.  Aos 23, na área, Felipe Azevedo chutou e Vilson bloqueou com o braço, mas o árbitro mandou o lance seguir. A cada minuto passado, o jogo foi ficando mais pegado e com muitas faltas. Aos 29, Tite tirou Danilo para a entrada de Giovanni Augusto, no Corinthians. No minuto seguinte, Gallo também fez sua última alteração, colocando Cristian no lugar de Ravanelli.

Aos 33,blitz do Corinthians na área da Ponte, que terminou com Vilson chutando bola perigosa na trave da Macaca. Aos 35, Renato mandou uma bomba e a bola passou muito perto do gol do Corinthians. No minuto seguinte, grande defesa de João Carlos em bola de Giovanni . Na sequência, porém, o Corinthians cobrou escanteio, Balbuena escapou da marcação de Grolli e cabeceou, sem chance para João Carlos: 2 a 1.

Aos 44, com Fábio Ferreira caído no chão, o jogador do Corinthians passou a bola pra trás e ela bateu no braço do zagueiro alvinegro. O juiz deu pênalti, mas João Carlos defendeu mais uma vez a bola bem cobrada por Romero.

Ficha técnica

Corinthians: Cássio, Edilson, Vilson, Balbuena e Guilherme Arana; Willians, Rodriguinho, Alan Mineiro (Maycon), Danilo (Giovanni), Romero e Luciano (André). Técnico: Tite.

Ponte Preta: João Carlos, Jeferson, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; Jonas (Renato Augusto), João Vitor, Clayson (Nino Paraiba), Ravanelli (Cristian), Felipe Azevedo e Wellington Paulista. Técnico: Gallo.

Amarelos: Jonas,  Vilson, Edilson, Reinaldo, Romero

Gols: Romero (aos 26 do primeiro e aos 37 do segundo); Felipe Azevedo (aos do primeiro)

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS