Ponte recebe a Portuguesa para jogo-treino neste sábado (10) e, perto do Dia das Crianças, Fernando Bob quer vitória diante do Palmeiras como presente aos pequenos alvinegros

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/FábioLeoni

 

Como não há rodada pelo Campeonato Brasileiro neste final de semana, a Ponte Preta fará um jogo-treino na manhã deste sábado (09) contra a Portuguesa, no Moisés Lucarelli, com portões fechados. A atividade é parte da preparação da equipe para o confronto contra o Palmeiras, na próxima quarta-feira (14). E para o volante Fernando Bob, “não tem essa de treinamento”. O jogador quer ganhar da Lusa, mesmo não valendo ponto. “Vamos encarar como um amistoso. Nossa sequência está muito forte, deu essa pausa na tabela, mas é sempre bom estar ganhando. Ninguém quer perder”, afirma o atleta, que enfatiza o quanto o grupo tem se dedicado.

 

“Estamos trabalhando muito forte, já pensando no jogo de quarta-feira. Temos mais alguns dias para treinar e vamos dosando para quando chegar na semana do jogo dar o nosso máximo, porque vai ser muito importante para nós”, diz Bob, que ressalta a dificuldade que o time deve encontrar contra o Palmeiras, mas relembra a vitória conquistada no Allianz Parque durante o Campeonato Paulista.

 

“Sabemos que vai ser um jogo muito difícil. Respeitamos a equipe do Palmeiras, que tem grandes jogadores, mas vamos para dar nosso máximo e fazer um grande jogo. Se conseguirmos repetir o resultado que tivemos atuando lá pelo Paulista, quando vencemos por 1 a 0, será muito bom para nós. Serão três pontos importantes”, confia o atleta.

 

Com a saída do treinador Doriva ao longo da semana, o camisa 5 da Macaca acredita em um bom trabalho de Felipe Moreira como técnico interino do clube. “O Felipe é uma grande pessoa também. Na mesma linha do Doriva. Então estamos bem tranquilos. O Gustavo Bueno está dando o respaldo para o nosso grupo e para o Felipe. Aqui é um grupo formado por homens e fica fácil trabalhar assim”, diz Bob, que é consciente das obrigações do grupo para confirmar a permanência na Série A do Brasileiro.

 

“Nossas responsabilidades aqui na Ponte são muito divididas. Há muitos atletas experientes que nos ajudam bastante. Nosso grupo é muito bom. Não vai dar dor de cabeça nenhuma. Sabemos o que precisamos para ganhar os nossos jogos e temos que entrar focados que com certeza os resultados vão vir”, acredita Bob.

 

O volante acrescenta o quanto o grupo não está acomodado com os últimos resultados obtidos (quatro vitórias e um empate nos últimos cinco jogos). “Quando o resultado vem traz tranquilidade. Mas não podemos confundir tranquilidade com acomodação. Temos um compromisso muito importante na quarta e sabemos que, se entrarmos no jogo da mesma forma que estamos atuando, podemos ter um bom rendimento”, explica o meio-campista, que não espera um Palmeiras abalado por conta do último revés que teve, ao perder para a Chapecoense por 5 a 1.

 

“Não muda nada. Ali tem jogadores experientes, que já conquistaram títulos e passaram por essa situação. Nós também já passamos por isso, de perder um jogo e ter que ganhar os seguintes, como foi quando tivemos uma sequencia ruim no campeonato. Então sabemos que será uma partida difícil. Eles vão estar mordidos porque perderam o jogo, mas temos que buscar algo a mais no campeonato e vamos dar nosso máximo. É assim que faremos um grande jogo”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS