Com sete vitórias em dez jogos, Ponte aumenta rendimento em 110% sob o comando de Vadão

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

Desde que assumiu a Ponte Preta na terceira rodada do Campeonato Paulista, Oswaldo Alvarez tem colecionado marcas positivas em sua campanha. Em 10 jogos, são sete vitórias e três derrotas, o que representa um salto de 110,2% no aproveitamento de pontos. Quarta colocada na classificação geral e segunda do grupo, a equipe pode garantir a classificação para as quartas de final do Paulistão contra o já classificado Santos  na rodada deste final de semana – o que ocorrerá se vencer o Palmeiras ou se o São Bernardo perder o confronto para o Bragantino, ou ainda se houver empates em ambas as partidas.

“Quando cheguei aqui, todos diziam que o elenco era ruim e que não havia condições de classificação. Hoje somos fortes candidatos à vaga.  Os jogadores, mesmo criticados, tiveram personalidade para reverter a situação. Também  é preciso levar em conta e valorizar o trabalho que toda a comissão técnica e da diretoria, que inclusive acaba de trazer o Edno, um excelente reforço para o Brasileiro. É claro que tenho participação importante nesta campanha, mas nada seria possível se os jogadores não correspondessem dentro de campo e não houvesse todo esse empenho da Ponte Preta como um todo ”, afirma o comandante alvinegro.

 De acordo com os números divulgados do  matemático Laércio Venditti (que integra o Departamento de Matemática e Estatística da Ponte Preta e é homem de confiança do treinador), além da alta no aproveitamento dos pontos, a Ponte tem registrado outros índices positivos. Com a chegada de Vadão, a macaca aumentou em 57,1% o número de finalizações, em 150% a média de chances de gol e em 100% a média de gols marcados por jogo. Além disso, o time alvinegro diminuiu em 15,2% o número de passes errados e em 25% o número de gols sofridos.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS