Conmebol mantém pena a Adrianinho e atleta está fora da Total Sul Americana

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/DJotaCarvalho

 

A Confederação Sul Americana de Futebol (Conmebol) informou à Ponte Preta no final desta tarde que o recurso impetrado pedindo a suspensão/redução da pena do meia Adrianinho foi negada. Desta forma, o jogador terá de cumprir integralmente a pena de cinco jogos imposta pela expulsão ocorrida no final da partida contra o Velez e está fora da competição, bem como terá de pagar multa de 1,5 mil dólares.

Segundo o juiz único de apelação, Guillermo Saltos, a ata do jogo relata que Adrianinho ofendeu a mãe do juiz e do quarto árbitro, e ainda que teria ameaçado fisicamente este último. Apesar de Adrianinho negar as acusações e afirmar sequer ter dito o xingamento, bem como ter apresentado documentos mostrando que nunca teve problemas disciplinares em dez anos de carreira, o juiz entendeu que não havia provas que contrapusessem as afirmações do árbitro registradas em ata.

A Ponte Preta ainda pode – e pretende – recorrer da decisão ao Tribunal Arbitral do Esporte (TAD), na Suiça.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS