Parraga lamenta o resultado adverso em casa, mas mantém confiança em bom resultado no jogo da volta no RJ

Crédito: PontePress-DjotaCarvalho

 

O resultado não foi o esperado. A Macaca saiu de campo na noite desta quarta-feira (23) com um placar adverso de 2 x 0 no jogo de ida pela terceira fase da Copa do Brasil. Para passar de fase a Ponte precisa vencer o Vasco por três gols de diferença ou dois gols para levar a decisão para os pênaltis. Para o técnico interino Parraga, a situação é difícil, mas não impossível:

“Eu estou feliz na Ponte Preta. Aceitei esse desafio para dirigir contra o Vasco. Quero ajudar. O time fez um excelente primeiro tempo. No segundo tempo em um lance de desatenção, tomamos o primeiro gol. O time sentiu o gol. Depois tomamos outro. É difícil? Sim, mas não é impossível fazer dois gols no Vasco lá no Rio de Janeiro”, explicou Parraga.

Novo técnico

O diretor de futebol Hélio Kazuo afirmou na coletiva pós jogo que a Ponte Preta ainda não fechou com nenhum treinador:

“Hoje o nosso técnico é o Parraga. Confiamos no trabalho dele. Muitos nomes estão sendo especulados. Não acertamos com ninguém. Quando estiver assinado nós vamos divulgar, afirmou Kazuo.

A equipe se reapresenta nesta quinta-feira (25) às 15:30, visando a preparação para o jogo contra o Vasco pelo Campeonato Brasileiro da Série B. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS