Para Eduardo Baptista, Ponte foi eficiente diante do Atlético Mineiro e empate foi justo

 

Foto: PontePress/FábioLeoni

 

O técnico Eduardo Baptista avaliou de forma positiva o empate diante do Atlético Mineiro. Para o treinador, a Macaca foi eficiente na proposta de jogo e poderia até ter saído comum resultado melhor.  “Foi um grande jogo. Nós saímos na frente, tivemos chance de ampliar o marcador, mas enfrentamos a melhor equipe do Brasil na atualidade. Um time em que sai o Marcos Rocha, entra Carlos César, sai um outro e entra o Maicossuel, sai outro e entra Clayton. É um time extremamente qualificado e acho que a Ponte Preta teve sucesso e muita determinação naquilo que se propôs a fazer”, afirma Eduardo, que ressaltou a concentração dos atletas.

 

“Destaco a determinação da equipe, com todos ligados e atentos os 90 minutos, sendo que é uma partida de 180 minutos. Um dos objetivos nossos era marcar gol, não perder e conseguimos atingir boa parte do que nos propusemos. Agora tem outra parte em Campinas, novamente difícil, mas esperamos classificar”, reforçou.

 

Eduardo também destaca o poder do time adversário, mas pontua que o placar foi justo. “Imposição do Atlético. A qualidade do time deles. A entrada do Maicossuel mais aberto, no lugar do Otero, que joga mais por dentro e facilitou o nosso serviço e a partir do momento que houve a alteração, acabou nos empurrando para os lados, pela qualidade. Um time que tem jogadores de nível de seleção sofrer essa pressão seria normal. Tiveram posse de bola, mas mais no campo de defesa deles, do que no nosso de ataque. Corrigimos no segundo tempo, a entrada do Abuda fez com que marcássemos mais em cima, criamos algumas oportunidades e em um jogo igual o placar foi merecido”, completou.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS