Recuperado de contusão, zagueiro Pablo fica à disposição do técnico Guto Ferreira para estrear pela Ponte Preta

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

A Ponte Preta ganhou uma importante notícia nesse início de semana. Recuperado de contusão no joelho, o zagueiro Pablo está à disposição do técnico Guto Ferreira já para a partida desta quinta-feira (05), contra o Palmeiras. A equipe fez na manhã desta quarta o último treino e seguiu às 12h30 rumo a São Paulo, onde ficará concentrada. Pablo, que segue com a delegação, lamenta a ausência e a derrota na primeira rodada, mas mostra confiança na Macaca.

 

“Tive um problema no joelho. Infelizmente não pude estar em campo no domingo, mas o campeonato ainda tem muitos jogos. De repente vamos recuperar esses pontos que perdemos fora de casa. Vamos em busca de fazer um bom jogo quinta-feira. Todo atleta quer estar em campo e eu não sou diferente”, diz.

 

O zagueiro reforça que não gosta de ver nenhuma partida de fora do gramado. “É difícil você não poder ajudar os companheiros, mas faz parte da profissão. Você está apto a isso. É preciso ter paciência. Foi o que eu tive. Fiquei uma semana no departamento médico e agora estou pronto”, afirma.

 

O jogador é cauteloso em cravar sua titularidade. “Isso aí é com o Guto. Estou 100%, fiz um jogo-treino na segunda e não senti nada. Agora é saber por quem ele vai optar, para entrar na próxima partida.” Sobre o jogo contra o Palmeiras, Pablo sabe que não será uma partida fácil e aponta que a equipe adversária é qualificada e vem de vitória no final de semana, contudo acredita na força do grupo em busca da primeira vitória.

 

“Vai ser um jogo difícil, até pelo elenco forte que Palmeiras montou. Mas não é impossível que possa acontecer uma vitória da Ponte fora de casa. A equipe do Palmeiras tem uma qualidade muito boa, mas é só ter tranquilidade para conquistar um bom resultado”, diz Pablo, que ressalta que o revés diante da Portuguesa já passou.

 

“Cada jogo tem sua história. Acho que o jogador tem que saber lidar com todo tipo de partida: seja de menor expressão ou um clássico contra o Palmeiras. Tem que ter tranquilidade e saber jogar em todos os confrontos”, reforça.

 

Ele finaliza dizendo que, caso se confirme a estreia, espera ajudar na zaga e se possível no ataque. “Vou tentar ajudar da melhor forma possível. Sou um cara muito determinado, focado, trabalho muito. E então posso ajudar na defesa e quem saber fazer um gol de cabeça como fiz alguns no ano passado”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS