Oito décadas de Democracia: Diretoria Executiva homenageia os 80 anos do Conselho Deliberativo

Em um longínquo 14 de fevereiro de 1942, ano em que o Brasil entraria na Segunda Guerra Mundial e em Campinas era inaugurado o prédio do Palácio da Justiça, a Ponte Preta dava um grande passo rumo a Democracia: naquele exato dia, foi fundado o Conselho Deliberativo da Associação Atlética Ponte Preta.  Dali em diante, o Conselho se tornou peça fundamental nos destino do clube: todas as grandes decisões sobre o destino da Ponte Preta surgem, são discutidas ou definidas dentro dele.

Para marcar os 80 anos de fundação, a Diretoria Executiva da Macaca está homenageando o Conselho e lançando um selo especial comemorativo da data. “O Conselho é o órgão mais importante do clube e os conselheiros são fundamentais para definir os rumos da instituição, para que o clube caminhe para um futuro melhor.  Parabenizamos, na figura do atual presidente Tagino Alves Santos, a todos os conselheiros da Ponte Preta, de ontem e hoje”, diz o presidente pontepretano Marco Antonio Eberlin.

Vale lembrar que grandes nomes já passaram e presidiram o Conselho Deliberativo. Desde o primeiro presidente,  Aristedes Paula Bernando (1942 a 1945), já estiveram frente ao órgão pontepretanos célebres como Ayrton José do Couto, Alduino Zini, Lauro de Moraes Filho, Marcos Garcia Costa, Jair Domingos Bonato, Pedro Politano Neto, Pedro Antônio “Peri” Chaib, Jorge Alves de Lima, José Armando Abdalla Júnior e tantos outras personalidades ilustres, até chegar ao atual dirigente,  Tagino Alves dos Santos, primeiro negro a dirigir o órgão e atualmente em sua segunda gestão seguida.

“Ficamos muito honrados com a atitude da Diretoria Executiva que, mais do que uma homenagem, é um reconhecimento da relevância do Conselho Deliberativo do clube, um órgão que permite que um colegiado de pontepretanos participe de maneira efetiva da vida e dos destinos do clube”, diz Tagino Alves dos Santos.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS