José Armando Abdalla

José Armando Abdalla

2018 a 2021

José Armando Abdalla Junior foi eleito por aclamação para o cargo de presidente da Ponte Preta  na noite de 11 de dezembro de 2017 pelos Conselheiros que participaram da reunião solene realizada no Salão Nobre do Majestoso. O novo presidente assumiu oficialmente a instituição em 1º de janeiro, para cumprir o quadriênio 2018-2021. Contudo, em novembro de 2019, em virtude de problemas cardíacos, Abdalla Jr. renunciou ao cargo, dando lugar ao primeiro vice-presidente e conselheiro Sebastião Arcanjo, o Tiãozinho - Hélio Kazuo é o segundo vice-presidente no mandato. 

AO ser eleito, Abdalla Jr. disse: “Fico muito honrado em ter sido eleito. Confesso que não tinha nenhuma pretensão neste sentido, mas vou fazer tudo o que estiver a meu alcance pelo bem da Ponte Preta.” Além disso, adiantou que o futebol seria a prioridade  e que pretendia investir nos talentos da Base alvinegra. 

Nascido em Campinas em 1º de julho de 1946, José Armando Abdalla Júnior é formado em Odontologia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas, com Pós-Graduação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Além de torcedor, a história de Abdalla dentro da Ponte Preta começou cedo, aos 17 anos, quando ele foi goleiro do time Juvenil.

“Joguei até de 1964 a 1966, quando completei 20 anos: na época a Ponte não tinha Juniores e sim aspirantes, e o técnico que chegou naquele ano disse que não ia nos utilizar, então fomos todos dispensados. Voltei brevemente em 1968 e 1969, quando o técnico era o Cilinho, período em que no time de Base já começavam a se destacar Dicá, Luisinho, Manfrini, Nelsinho Batista e tantos outros que estourariam nos anos de 1970 na equipe principal. Eu, porém, não segui como jogador de futebol profissional”, relembra.

Uma vez formado (ainda na época de Cilinho), o agora dentista Abdalla passou a fazer parte do departamento médico da Ponte Preta. Em 1974, tornou-se conselheiro e, tempos depois, presidente do órgão. “Eu era vice-presidente do Conselho em 1996, mesma época em que o Sérgio Carnielli era vice da Ponte e, com a renúncia do Nivaldo Baldo, tornou-se  presidente e eu me tornei presidente do Conselho Deliberativo, cargo que exerci por uma década, de 1996 a 2005”, conta.

Atualmente conselheiro nato, Abdalla trabalhou por mais de 40 anos como servidor público de Campinas, locado na Secretaria de Esportes em boa parte deles. 


Outros Presidentes


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais