Brigatti destaca: “Vamos resgatar a qualidade e a energia para entrar forte frente ao América, será uma batalha pesada, mas acredito na classificação”

Publicado em: 20/09/2020


Foto:PontePress/ÁLvaroJr

O tempo é uma mercadoria escassa para o elenco pontepretano, por isso tem que ser muito bem aproveitado e, ainda que tenha jogado na noite de ontem pela série B, os jogadores alvinegros já se reapresentam neste domingo (20) para o treinamento focado no jogo contra o América Mineiro, às 21h30 de terça-feira (22). “A chave mudou e sabemos que temos que jogar muito mais lá do que fizemos aqui para sair com a classificação. Então o foco é em recuperar os atletas para chegar com vigor físico, resgatar a qualidade e a energia para entrar forte frente ao América para conquistarmos a vaga nas oitavas”, diz.

Ele acrescenta que o elenco sabe da responsabilidade  e está comprometido na busca pela classificação.  “Sabemos da dificuldade, mas eles estão fechados com o pensamento de buscar o resultado. Vamos buscar a recuperação plena de todos que pudermos até terça, hoje nos apresentamos no Eulina e quem não jogou vai treinar enquanto os que atuaram farão um trabalho para se recuperar. Precisamos da saúde dos atletas e do resultado na noite de terça”, diz.

O treinador acredita que a sequência de jogos e viagens, cansaço, calor e até o lado mental do primeiro jogo contra o América geraram um desgaste que refletiu ontem em campo, pelo Brasileiro, mas tem convicção de que é possível conquistar a vaga em Belo Horizonte. “Vamos consultar a fisiologia do time para pensar na escalação, saber quais os melhores atletas para suportar os 90 minutos. Será uma batalha pesada, mas acredito na classificação. A equipe do América é muito forte, mas temos totais condições para obter o resultado.”

Empate com o Operário

Brigatti faz uma análise  do jogo de ontem, que manteve a Macaca no G4, agora no terceiro lugar na série B – três pontos atrás do líder Cuiabá. “Nosso início foi um pouco desatento, em especial na saída de bola nossa,e o Operário explorou algumas situações. Mas depois ajustamos isso e tivemos um volume bem maior no primeiro tempo, com muitas oportunidades. O goleiro deles fez defesas difíceis que  impediram que saíssemos com um placara mais amplo, que seria o normal pelo que fizemos em campo”, diz.

Já no segundo tempo, pontua, a equipe – que foi prejudicada por um pênalti legítimo não-marcado pelo juiz -  sentiu o desgaste em relação à maratona de jogos e sofreu o empate. “Mesmo tomando gol a equipe evoluiu com trocas, criamos situções de lado, o Moisés entrou muito bem, mas infelizmente a coisas não aconteceram. Não posso deixar de lamentar, conversei muito com o elenco disso. Infelizmente essa vitória não veio, mas temos que valorizar que pontuamos, é um ponto que vai fazer a diferença lá na frente”, afirma.

Ele finaliza dizendo que, por mais que o pouco tempo para treinar prejudique o time, o elenco tem trabalhado duro para superar isso. “Não vou ficar lamentando a falta de treinos, estamos disputando duas competiçoes e o calendário é assim.  Temos que buscar mais equilíbrio entre os setores, melhorar finalizações, mas equipe está de parabéns pelo empenho, entrega e determinação em todos os jogos. . Tenho que enaltecer esse elenco: são guerreiros, atletas que estão sempre buscando a vitória.”


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais