Com gols de Bruno Rodrigues, Moisés e João Paulo, Ponte vence por 3 a 1, elimina o Santos e vai enfrentar o Palmeiras na semifinal do Paulista

Publicado em: 30/07/2020


Foto:PontePress/LuizGuilhermeMartins

Se antes do jogo desta noite o treinador santista Jesualdo Ferreira disse que não conhecia a Ponte, com certeza agora ele vai se lembrar da Macaca por um bom tempo. Afinal, com gols de  Bruno Rodrigues, Moisés e João Paulo, a Ponte venceu por 3 a 1 a equipe da Vila Belmiro – de virada – e eliminou o adversário. O time de João Brigatti agora enfrenta o Palmeiras neste final de semana em busca da vaga nas finais do Paulistão 2020.

O jogo

A Ponte saiu com a bola e já aos 30 segundos teve jogada interro,pida por falta santista. No lance seguinte, a Macaca chegou à área santista, mas o juiz marcou falta de ataque de Safira. Aos dois, Apodi pegou a bola no bico da área e chutou forte, mas ela foi desviada e saiu para escanteio. Na cobrança, João Paulo cabeceou e a bola explodiu no travessão.

A Ponte seguiu pressionando e no minuto seguinte desceu com Bruno Rodrigues, que foi derrubado próximo à linha de fundo.  Aos cinco e meio, porém, o Santos chegou ao gol, em cruzamento na área, Soteldo chutou e Ivan se esticou para pegar, mas não alcançou. A bola passou por cima e Marinho cabeceou mandando pro fundo das redes.

Aos 13, Lazaroni fez belo cruzamento na área, rumo a Safira,mas a zaga adversária mandou pra escanteio.Aos 21, falta em Dahwan que foi cobrada na área, com a Ponte tentando dois chutes, mas Luan Peres acabou tirando. Na sequencia, aos 22, Apodi matou bola na área e chutou para o gol, mas Vladimir defendeu em dois tempos – o goleiro quase soltou nos pés de Bruno Rodrigues.

Aos 25, o Santos chegou com nova cabeceada de Marinho, mas Ivan, bem colocado, defendeu e mandou para escanteio. Aos 34, mais uma vez bela defesa de Ivan após um petardo de Sanchez em cobrança de falta, que desviou na barreira.

Aos 35, Apodi chegou à linha de fundo pela direita e cruzou por baixo, mas a defesa oponente afastou o perigo. No minuto seguinte,  Bruno Rodrigues recebeu de Safira na entrada da área, mas pegou a bola de mal jeito e chutou por cima do gol. NA sequência, Apodi fez bom cruzamento e Bruno Rodrigues cabeceou, mas a bola saiu.

Aos 42, Marinho “deixou o braço” em lance no campo de defesa da Ponte e acertou a cara de Dahwan.  Acertadamente, o juiz deu cartão amarelo para o atleta, que já tinha um cartão e foi expulso.

No segundo tempo, Brigatti voltou com Roger no lugar de Safira e trocou Jeferson por Moisés, ou seja, colocou o time com três atacantes. Logo aos três, Moisés teve chance próximo À área e mandou rasteiro, mas a  bola saiu. No minuto seguinte, Moises arriscou de novo e a bola foi desviada para escanteio. Na cobrança a bola foi mandada para a área e Bruno Rodrigues cabeceou para o fundo das redes do Peixe. 1 a 1, com o terceiro gol de Bruno Rodrigues em três jogos, todos de cabeça.

Aos oito, João Paulo recebeu perto da área do Santos e foi derrubado por Alison. Na cobrança,  Dawhan chutou com força, mas a bola  saiu. . Aos 12, Moisés avançou pelo meio e arriscou cruzamento de longe e a zaga do Santos tirou. Mas Moisés entrou com vontade e queria marcar, o que aconteceu aos 15 minutos, quando a Ponte virou o jogo. Bruno Rodrigues mandou um canhão de longe contra o gol santista e o arqueiro adversário espalmou para frente. Moisés pegou com categoria e não perdoou. Ponte 2 x 1 Santos.

Aos 24, Moisés teve nova chance. Ele fez boa jogada individual pela direita e arriscou, mas a bola foi para fora.  Aos 29, ele de novo: Moisés desceu pela direita, avançou e cruzou para a área. A bola desviou em Lucas Veríssimo e sai pela linha de fundo.

Na cobrança de escanteio, Wellington Carvalho desviou o cruzamento para a área e a bola sobrou para Roger, que chutou, mas não conseguiu a conclusão.  Aos 35, Lazaroni avançou pela esquerda e cruzou para a área, contudo a defesa mandou para escanteio.  NA cobrança, Moisés cabeceou, mas a bola saiu.

No minuto seguinte, novo escanteio em cruzamento de Lazaroni.  Desta vez, Bruno Reis cabeceou, mas de novo a bola saiu pela linha de fundo. Aos 42, João Paulo jogou a pá de cal sobre o Santos. O meia puxou a bola de lado, limpando o defensor, e batey forte de fora da área, marcando um golaço.

Aos 47,quase a Macaca fez o quarto. Bruno Rodrigues avançou  pela esquerda, invadiu a área e chutou para o gol, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Aos 48, o juiz apitou o fim de jogo. Ponte 3 x 1 Santos, Macaca classificada para as semifinais do Paulistão 2020.

Ponte Preta – Ivan, Apodi, Wellington Carvalho, Trevisan e Lazaroni, Dahwan, Jeferson (Moisés); Zanocelo e João Paulo (Darnlei), Safira (Roger) e Bruno Rodrigues. Técnico: João Brigatti.

Santos – Vladimir, Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison (Jobson), Diego Pituca (Jean Mota) e Carlos Sánchez; Soteldo, Marinho e Kaio Jorge (Arthur Gomes). Técnico: Jesualdo Ferreira.

Gols: Marinho, aos cinco do primeiro tempo; Bruno Rodrigues, aos quatro, Moisés aos 15 e João Paulo aos 42 do segundo tempo.

Arbitragem: Salim Fende Chavez apitou, auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis e Fabrini Bevilaqua Costa. Vinicius Gonçalves Dias Araujo foi o quarto árbitro. Árbitro de vídeo (VAR): José Claudio Rocha Filho. Auxiliar do árbitro de vídeo: Fábio Rogério Baesteiro.

Cartões amarelos: Marinho (2), Arthur Gomes e Pará (Santos); Jeferson (Ponte).

Cartão vermelho: Marinho

Em virtude das medidas de isolamento do coronavírus, jogo realizado na Vila Belmiro sem público nem renda.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais