Funcionários são testados para coronavírus e atletas terminam exames cardiológicos e pulmonares: preparo e cuidado para retomada dos treinos

Publicado em: 26/06/2020


Fotos:PontePress

Funcionários e colaboradores da Ponte Preta passaram nesta tarde pela coleta de testes de coronavírus (covid-19) no estádio, sempre tomando todos os cuidados devidos recomendados pelas autoridades sanitárias e pela Organização Mundial da Saúde (OMS).   “Estamos seguindo rigorosamente as orientações das autoridades sanitárias, por isso optamos em realizar a testagem com o maior número possível de funcionários e colaboradores, ainda que isso implique em um investimento financeiro maior por parte da Ponte: a vida tem que estar em primeiro lugar”, diz o Décio Sirbone Júnior, diretor administrativo e financeiro da Macaca.
 

Os testes realizados nesta tarde são os sorológicos, aqueles que mostram se a pessoa já teve contato com o vírus – no sábado (27), jogadores e funcionários que lidam mais proximamente com as atividades de treinamento colherão material tanto para o exame sorológico quanto para o teste de RT-PCR (aquele que identifica se a pessoa está com o vírus naquele momento). “São 110 testes sorológicos e 40 de PCR neste momento inicial. Novas testagens serão realizadas sempre que recomendado ou necessário”, diz o diretor médico Roberto Nishimura, responsável  pelos protocolos para retomada dos treinamentos da Ponte e relator do guia da CBF.
 

Drive Thrue resultados

As testagens de amanhã serão realizadas por meio de Drive Thru, ou seja, com hora marcada os atletas e demais pessoas a serem testadas chegarão de carro ao estádio, entrarão por um portão, terão as amostras coletadas pela janela do carro em estações de trabalho montadas dentro do estádio – com o apoio de profissionais do Hospital da PUC-Campinas e da Coopus – e deixarão o Majestoso na sequência. Tudo sem sair do veículo.

“É importante ressaltar que todos que virão estão sendo acompanhados em casa e respondem a questionários epidemiológicos, antes de virem fazer o exame. Se nos questionários há alguma suspeita, eles já ficam em casa. E, quando chegam, antes de entrar medimos a temperatura: se tiver febre, também dão meia volta. Nossa expectativa é ter os resultados na segunda-feira, para iniciarmos os treinamentos no dia 1º”, diz.

Ele relembra que dois jogadores não estão participando dos exames cardiológicos neste momento, o atacante Roger e volante Bruno Reis, porque ambos tiveram casos de parentes próximos confirmados com Covid19. “Nenhum dos dois apresenta nenhum sintoma, mas ambos estão em quarentena e vigilância clínica, e serão reavaliados na semana que vem.”

Exames cardiológicos e pulmonares

 

Antes de realizar a coleta para os testes no sábado, o elenco alvinegro passou – na quarta-feira, quinta e hoje - por exames cardiológicos e de função pulmonar, tudo realizado de maneira individual e seguindo a todos os protocolos de segurança em relação ao Coronavírus (Covid19).  A divisão dos exames – realizados no instituto Mood – no período de três dias foi feita para  garantir as medidas sanitárias e o atendimento um a um, sempre com horário marcado e cumprido à risca.

 “Foram 15 semanas de inatividade, situação inédita desde a Segunda Guerra Mundial. Então,  além de nos preocuparmos com o coronavírus, realizamos estes procedimentos para medir as condições em que se encontram os atletas e minimizar os riscos de lesões”, conclui Nishimura.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais