Com gols de João Paulo e Roger, Ponte vence o Novo Hamburgo por 2 a 1 e segue em frente na Copa do Brasil: próximo desafio será no Majestoso, contra o Vila Nova

Publicado em: 13/02/2020


Foto: Max Peixoto

A Ponte Preta venceu o Novo Hamburgo-RS por 2 a 1 na noite desta quinta (13) e se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil. Com um belo gol de João Paulo logo aos dois minutos e outro tão bonito quando de Roger, aos 33 da etapa final,  a Macaca  foi melhor que o adversário no Estádio do Vale e agora irá enfrentar o Vila Nova no Majestoso, em data a ser confirmada, também em jogo único, porém sem vantagem de empate – caso o placar fique igual no tempo regulamentar, a decisão será nos pênaltis. Antes, porém, o time do técnico Gilson Kleina “muda a chave” e foca o Campeonato Paulista, pelo qual enfrenta o Ituano na próxima segunda-feira, dia 17 de fevereiro, no campo do time oponente.

O jogo

A partida começou com pressão do time da casa, que precisava de uma vitória e foi para cima com Nicolas, que chutou de primeira da entrada da área, mas a bola saiu por cima do gol de Ygor Vinhas. No minuto seguinte, foi a vez da Ponte Preta e a Macaca foi certeira. Saraiva fez belo passe para Roger, que viu João Paulo e serviu o meia com precisão.  O camisa 10, empurrou para dentro e abriu o placar.

Aos oito, nova arrancada de Saraiva a partir da intermediária e mais uma vez, passe para Roger, porém o camisa 9 errou o passe. Bruno Rodrigues ficou com a sobra, mas acabou chutando para fora. Aos 11, Itaqui chutou uma bomba de falta, que passou raspando na trave alvinegra.

Aos 15, Bruno Reis acelerou pela esquerda e acionou Bruno Rodrigues, que mandou uma bomba e obrigou Jacsson a espalmar. Aos 26, Saraiva fez o desarme no campo de defesa e puxou contra-ataque da Ponte, mas sofreu falta. Dois minutos depois, quase o segundo gol da Macaca, com nova jogada de Saraiva. O atacante invadiu a área e bateu cruzado, não marcando por muito pouco.

Aos 42, nova jogada rápida de perigo alvinegra. Roger pegou a bola na área e cruzou para Apodi, mas a arbitragem marcou impedimento de maneira equivocada.  Aos 46, o juiz deu final de primeiro tempo. Novo Hamburgo 0 x 1 Ponte Preta.

No segundo tempo, já no primeiro minuto Bruno Rodrigues desceu livre pela direita, mas o cruzamento foi interceptado. Aos sete, o Novo Hamburgo empatou. Felipe Mattioni levantou na área e Alisson subiu mais que a zaga alvinegra, cabeceando no canto esquerdo de Ygor Vinhas, sem chance de defesa para o camisa 1.

Aos dez, um lance estranho, com destaque para Ygor Vinhas, Em lance impedido, o camisa 1 alvinegro salvou duas vezes em defesas milagrosas dentro da pequena área. Na terceira vez, Diego Ivo manda para as redes, mas a arbitragem finalmente marca impedimento.  Aos 19, a arbitragem anotou falta dentro da área de Danrley em Mossoró – jogadores da Macaca disseram que a falta foi fora da área. 

Alison bateu com força no canto esquerdo e Ygor Vinhas pulou com precisão para pegar. A bola bateu na trave com força e espirrou para dentro, batendo no camisa 1 e indo para fora do gol.  Aos 27, na primeira participação que revê na partida, Mateus Anderson saiu em velocidade e chegou ao fundo do campo, mas a defesa do Novo Hamburgo conseguiu recuar para Jacsson.

Aos 33, Roger pegou sobra na frente do gol, virou o corpo em cima de Chicão e mandou um petardo de primeira, no ângulo esquerdo do gol adversário, com perfeição. Golaço. 2 a 1 para a Macaca. O atacante sentiu cansaço aos 37 e pediu para sair, dando lugar a Safira, que já no primeiro ataque foi parado com falta. Aos 42, falta dura em Bruno Rodrigues , que fez com que Mattioni levasse o segundo amarelo e o vermelho. Aos 48, o juiz apitou o fim do jogo. Ponte, classificada, 2. Novo Hamburgo, eliminado, 1.

Ponte Preta -  Ygor, Apodi (Darnley), Wellington Carvalho, Henrique Trevisan e Guilherme Lazaroni; Bruno Reis, Dawhan e João Paulo; Bruno Rodrigues, Felipe Saraiva (Mateus Anderson) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.

Novo Hamburgo – Jacsson, Felipe Mattioni, Diego Ivo, Chicão e Romano; Escobar (Matheus Berttotto), Itaqui (Felipe Lima) e Mossoró; Juba, Nicolas (Moisés Brito) e Alison. Técnico: Bem Hur Pereira.

Gols: João Paulo, aos dois minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa,  Alisson aos sete e Roger aos 33.

Arbitragem: William Steffen apitou a partida, auxiliado por Alex dos Santos e Thiaggo Labes.

Cartão Amarelo: Felipe Mattioni, Chicão e Romano(Novo Hamburgo),  Guilherme Lazaroni e Alisson Safira (Ponte)

Cartão vermelho: Felipe Mattioni e Márcio Vitória (auxiliar técnico).

Público e renda: não-divulgado.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais