Ivan espera voltar a vestir a camisa 1 contra o Oeste: “Queremos manter a mesma crescente de antes da parada da Copa América e manter nosso foco no acesso”

Publicado em: 11/07/2019


 

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Titular absoluto no gol alvinegro, o goleiro Ivan não estava defendendo a meta pntepretana  quando o time chegou no G4. Mas por uma boa razão: o arqueiro da Macaca estava então defendendo a Seleção Brasileira Pré-Olímpica no Torneio de Toulon, onde não só Ivan foi titular como garantiu o título ao Brasil defendendo pênalti do adversário (além de ter feito defesa milagrosa que impediu a virada japonesa no tempo regulamentar). Com todas estas credenciais, seria natural voltar ao gol amanhã (12), diante do Oeste na reestréia pelo Brasileiro da série B, mas Ivan, humildemente, não crava nada neste sentido.

“O Betão brincou comigo quando eu saí que era pra tomar cuidado pra não voltar no banco quando eu retornasse e o Ygor fez um ótimo trabalho. Somos muito amigos, o Ygor e eu, não só no campo, quando eu estava na França a gente ficava trocando ideia por whatsapp, ele mandou muito bem. O Jorginho me colocou no gol nos jogos-treinos, então acho que eu volto, mas a decisão é do treinador e a Ponte está bem servida no setor”, diz.

Ivan ressalta que, independentemente de ser ou não titular, a expectativa é boa para o recomeço da competição nacional.”Há um otimismo por tudo que apresentamos e esperamos continuar na mesma crescente. Teremos dois jogos em casa em sequência, contra boas equipes, e manteremos nosso foco principal, que é o acesso”, enfatiza, acrescentando que a força do Majestoso é importante.

“Nosso objetivo é pontuar independentemente de estarmos jogando ou não no Moisés Lucarelli, mas no ano passado sofremos sem nosso torcedor no início do Brasileiro e ele agora está conosco desde o início e faz a diferença. Todos estão remando no mesmo sentido - torcedores, jogadores, comissão técnica e diretoria – para que consigamos subir.”

O jogador ressalta que a parada da Copa América foi positiva para recarregar energias e vê um fator como fundamental na caminhada pelo acesso. “Pé no chão. Temos que manter assim, como sempre fizemos, para continuarmos indo  bem. O campeonato é longo e tudo pode acontecer, por isso precisamos manter a cabeça no lugar e continuar pontuando cada vez mais, para nos garantirmos no G4 e buscar metas maiores”, destaca.

Sobre sondagens e propostas que o tirariam da Ponte, Ivan mantém a mesma postura profissional e ética que sempre teve no clube: este assunto não é com ele. “Desde quando estou aqui, por ser jovem e ter regularidade, sempre apareceram sondagens, mas pra mim não chega nada, isso é com meus empresários e com a Ponte Preta. De minha parte estou 100% focado dentro de campo e em fazer a Ponte voltar para a série A”, conclui.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais