Jorginho define os 4 a 2 como uma vitória no estilo Ponte Preta: “Ganhar na raça, mas também com qualidade”

Publicado em: 26/05/2019


Foto:PontePres/ÁlvaroJr

A Ponte Preta conquistou sua segunda vitória no Campeonato Brasileiro da Série B ao derrotar o Paraná por 4 a 2 nesse sábado (25), com gols marcados por Edson, Roger, Abner e Marquinhos. Com o resultado, a Macaca somou oito pontos na tabela e está a quatro do líder da competição, o Botafogo. O treinador Jorginho exalta a entrega da equipe e destaca o bom desempenho dos atletas, mesmo após três mudanças de esquema tático ao longo dos 90 minutos, situações que, segundo ele, haviam sido bastante trabalhadas nos treinamentos durante a semana.

“Nós treinamos durante a semana com três formações e optamos e fizemos gol com as três formações – apenas com um homem de lado com o Marcondele, depois com Rafael Longine e Matheus Vargas e depois tirando o Matheus Vargas e colocando dois extremos. Nas três fases, mesmo a gente tendo um apagão no primeiro tempo, conseguimos fazer gols e vencer de uma forma convincente. Não foi sorte a forma como nós jogamos, a equipe foi muito corajosa e respondeu bem aos três momentos de jogo. Fico feliz porque é muito estilo da Ponte, de ganhar na raça, mas também com qualidade.”

Quem mereceu elogio especial foi o atacante Roger. O camisa 9 fez sua reestreia pela Macaca, marcou o gol de empate e participou de diversas ações ofensivas. “A chegada do Roger foi determinante e nos trouxe essa experiência necessária, além daquele cara que é um matador e vimos isso, a importância que ele tem, como ele se posiciona olhando à frente, mas organizando os jogadores por trás dele. Isso faz a diferença, um jogador desse nível”, afirma Jorginho.

Novidades na partida diante do Paraná, os jovens das categorias de base pontepretanas Matheus Alexandre e Camilo também ganharam um incentivo especial, assim como o lateral Abner, que marcou um golaço para virar o placar no Majestoso.

“Não existe outra forma de se trabalhar do que jogando. É claro que a gente conversa e mostra pra eles o quanto eles acertaram, estavam confiantes e que não podem duvidar. Não quer dizer que esses jogadores vão ser sempre titulares, eles podem mudar em um jogo ou outro, mas temos que colocar esses moleques para jogar, sim, porque eles têm muita capacidade e estão mostrando isso”, destaca o técnico.

Agora, a Ponte volta a campo no próximo sábado (1º) diante do Cuiabá na capital mato-grossense. Os adversários têm os mesmos oito pontos, mas estão à frente na tabela devido aos critérios de desempate. O comandante alvinegro espera que o bom desempenho se repita e acredita que o time está seguindo um bom caminho para atingir os objetivos ao final do ano.

“Eu sei que até tem  gente que fica me xingando, mas tenho que certeza que no final do ano cada um deles vai me abraçar. Eu tenho muita confiança no meu trabalho, sei o que estou fazendo e tenho confiança na minha comissão técnica, que é excelente e de pessoas extremamente dedicadas, assim como confio nos nossos atletas e em nossa diretoria. Tenho certeza que no final do ano vamos todos nos abraçar e a torcida vai ‘incendiar’ o Moisés Lucarelli com a alegria da meta conquistada”, deseja Jorginho.


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais