Macaca treina de maneira intensa para a série B e Reginaldo dá a linha: “Queremos subir para a série A e pra isso temos que focar e ajustar para dar um arranque nesse início e evitar o máximo possível de oscilações”

Publicado em: 17/04/2019


Foto:PontePress/ÁlvaroJr

A 12 dias da estréia no Brasileiro da série B(contra o Coritiba, na noite de 29 de abril), a Ponte Preta segue treinando de maneira intensa com um único objetivo: garantir o acesso para a série A na competição que se iniciará em breve. Integrante da defesa alvinegra, uma das melhores do Campeonato Paulista, o zagueiro Reginaldo dá a linha do que o time precisará fazer para retornar à elite do futebol nacional.

“O início da série B tem jogos muito próximos um do outro por causa da Copa América e o foco é total pra ir bem nesse início. No ano passado cheguei e já joguei os primeiros jogos, e foi um início meio sonolento até pela falta da torcida, que estava proibida de ir ao estádio, uma situação que não existe nesse ano. Então temos que focar, ajustar o time e dar um arranque nesse começo, além de evitar o máximo possível de oscilações na competição!, enfatiza.

O defensor ressalta a importância de uma largada forte. “Essa regularidade desde o começo é fundamental. No ano passado o CSA e Fortaleza, que subiram, tiveram início brilhante e acumularam gordura pra usar no campeonato. Então vamos trabalhar duro pra fazer um início igual ou melhor do que o deles”, afirma.

Ele reforça que para isso a torcida alvinegra será fundamental e, nesse sentido, diz que o elenco sabe que o torcedor se frustrou nesse início de ano, tanto com a eliminação da Copa do Brasil quanto com a recente derrota na Final do Interior, mas acredita que pode haver uma reviravolta. “Queríamos o título do Interior, mas até pelas circunstâncias da partida não conseguimos e, é claro, sabemos que a eliminação na Copa do Brasil deu um baque na torcida e em nós mesmos. Pessoalmente eu  nunca passei por isso, de ser eliminado duas vezes, mas assim como ocorreu na segunda-feira isso já passou: o que temos que pensar agora é em não cometer os mesmos erros e para trazer a confiança de volta só tem um remédio, que é temos  vitórias. Então que possamos ter um início bem positivo e trazer a torcida de volta.”

O jogador finaliza fazendo uma pequena análise da final contra o RB.  “Tivemos um início complicado, eu mesmo errei bolas que não costumo errar, mas depois equilibramos - encontramos o equilíbrio emocional – e infelizmente na sequência veio a expulsão.Ainda assim no segundo tempo entramos bem e mesmo com um homem a menos eles tiveram no máximo duas bola chutadas no nosso gol, enquanto nós tivemos três ou quatro chances de marcar, o que infelizmente não aconteceu”, relembra.

Reginaldo acrescenta e conclui: “É claro que tanto os torcedores quanto nós queríamos resultados, estávamos esperando o título, mas pelas circunstâncias da partida precisamos reconhecer o trabalho d nossa equipe e o fato de que o Red Bull é uma equipe qualificada, teve destaque no Paulista, jogou bem e o Júlio César fez boas defesas nos pênaltis. Ficam  lições para a série B:, onde muitas vezes poderemos ter um a menos - e mostramos que conseguimos suportar isso – e de que não  podemos demorar para nos encontrar na partida.”


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais