Jorginho lamenta derrota nos pênaltis, mas elogia equipe guerreira: “Não se entregou em nenhum momento”

Publicado em: 16/04/2019


Foto:PontePress/ÁlvaroJr

 

Jogando com um a menos desde o primeiro tempo, a Ponte Preta empatou em 0 a 0 com o Red Bull e levou a decisão do Troféu do Interior do Campeonato Paulista para os pênaltis. Porém, nas cobranças, os adversários levaram a melhor na noite dessa segunda-feira (15). O treinador Jorginho lamenta o resultado final, mas fez questão de elogiar a entrega da equipe, principalmente depois de ficar com um a menos e, mesmo assim, ter criado condições de vencer a partida.

“Nós não tivemos um início bom e quando conseguimos equilibrar o jogo, justamente naquele momento perdemos o Júlio Cesar. Eu vi a minha equipe, depois que perdemos um jogador, suprindo a falta desse atleta de maneira extremamente organizada, com duas linhas de quatro. Conseguimos nos organizar, tivemos oportunidades e sai triste com o placar, mas  muito feliz com a minha equipe. Perder pênalti faz parte do futebol: Pelé, Zico, Maradona, todos eles perderam pênalti e não dá para ficar lamentando uma situação como essa. O mais importante é que eu vi uma equipe que tem reação, uma equipe guerreira e que não se entregou em nenhum momento”, diz Jorginho.

Agora, o comandante alvinegro terá 13 dias de treinos para preparar o time antes da estreia no Campeonato Brasileiro da Série B no próximo dia 29 de abril, contra o Coritiba na casa do adversário. No saldo positivo deste Troféu do Interior, Jorginho coloca a “descoberta” de novas opções com atletas vindos da base e a possibilidade de realizar um bom torneio nacional. “Eu acredito muito no potencial desse elenco. A gente sabe que precisa de uma ou outra contratação bem pontual e vamos lutar, com certeza, e subir essa equipe”, afirma.

O elenco pontepretano volta aos treinamentos nesta manhã de terça (16) e o foco de agora até o final do ano é um só: fazer um bom Campeonato Brasileiro e subir para a série A. Tanto Jorginho quanto o elenco têm em mente que largar bem nos oito primeiros jogos antes da parada para a Copa América pode se mostrar fundamental para a equipe inclusive já começar a acumular uma “gordura” na pontuação, que será essencial mais para frente na competição.

 

 


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais