Torneio do Interior: no jogo de ida das quartas-de-final, Ponte vence o Bragantino com gol de Hugo Cabral após jogada de Arnaldo que teve até chapéu

Publicado em: 24/03/2019


Foto:PontePress/ThiagoToledo

Se a ideia do técnico Jorginho era usar o Torneio do Interior para dar ritmo aos atletas que atuaram menos no Paulista, o objetivo foi conquistado: a Ponte Preta foi a campo neste domingo com o chamado G2 (Edson foi o único titular recorrente em campo), mas o que se viu foi um resultado de número 1. Com gol de Hugo Cabral após lindo lance do lateral Arnaldo, a Macaca venceu por 1 a 0 o primeiro jogo das quartas de final do Torneio e agora se prepara para a partida de volta, na noite desta próxima quarta-feira (27) no Majestoso.

O jogo

Jogando com a equipe G2, a Ponte foi logo para cima  e já no primeiro minuto Hugo Cabral escapou pelo esquerda e roliu na entrada da área para André Castro, que chutou forte, mas a bola saiu por cima do gol. Aos 9, Lyncon fez bom lançamento em profundidade para Marlyson, mas Alex Alves saiu bem e pegou a bola.

Aos 12, A melhor chance da Ponte até então, novamente dos pés de Lyncon. Desta vez, porém, o próprio atleta arriscou chute de longe e Alex Alves espalmou por cima do gol.  No minuto seguinte, o mesmo Lyncon alçou a bola dentro da área e a defesa cortou parcialmente, mas o juiz marcou falta de André Castro.Aos 21, Abner cobrou falta para dentro da área, mas ninguém conseguiu finalizar.

Aos 31, Arnaldo escapou em velocidade, em boa jogada individual, mas acabou desarmado na hora de cruzar. Aos 36, Hugo Cabral saiu em velocidade e ganhou na corrida de Buiú, mas o árbitro enxergou uma falta de ataque. Aos 42, Arnaldo saiu de trás, se livrou da marcação e mandou a bola para Marlyson na entrada da área. Mesmo cercado o atacante chutou e voltou para a Ponte, que mais uma vez tentou e a bola ainda ficou na disputa, até que a zaga bragantina tirou de chutão para frente.

Aos 46, Hugo Cabral fez boa jogada pela esquerda e passou com categoria para Marlyson, mas mais uma vez a zaga adversária cortou. No último lance do jogo, aos 47, jogada rápida da Ponte e Marlyson deu belo passe de calcanhar para Hugo Cabral, que descia em velocidade, mas o juiz viu impedimento do atacante alvinegro.

No segundo tempo, logo aos dois Lyncon foi lançado pela direita e parado com falta. Na cobrança, a Ponte mandou bola alta no meio da área, mas Rafael Chorão cortou de cabeça.  Aos 10, Arnaldo costurou entre os marcadores do adversário e foi parado por falta, mas o juiz não marcou. Aos 14, falta para a Macaca: Abner cobrou uma bomba na barreira bragantina. Aos 25 minutos, bela arrancada da Macaca que foi parada com falta de Adenilson, que levou amarelo.

Aos 26, saiu o gol da Macaca, de um lindo lance de Arnaldo, que desceu rápido, deu um chapéu em Esquerdinha, passou entre ele e Adenílson e cruzou para a área, onde Hugo Cabral mandou pro fundo das redes.  Um a zero para Ponte. Aos 37, Abner cruzou pela esquerda e Hugo Cabral fez o voleio, mas a bola não entrou.  Dois minutos depois, Arnaldo desceu pela direita e passou para Hugo Cabral, que cruzou para dentro da área. Dudu tentou marcar de peixinho, mas a bola saiu.

Aos 41, a Macaca cobrou falta rapidamente e Hugo Cabral recebeu a bola em velocidade, chutou cruzado e o goleiro adversário salvou em cima, mandando pra escanteio. O jogo prosseguiu até o 48, mas ninguém mexeu mais no placar – no último minuto, Ygor Vinhas, que fez uma excelente partida, ainda defendeu bola perigosa do Bragantino.

Ficha do jogo

Ponte Preta: Ygor Vinhas, Arnaldo (Matheus Alexandre), Airton, Trevisan e Abner; Edson, Lyncon, Igor Henrique e André Castro (Juliano); Marlyson (Dudu) e Hugo Cabral. Técnico: Jorginho.

Bragantino: Alex Alves, Buiú, Lázaro, Juliano e Adenlson; Léo Rigo (Jeferson Galego),  Magno, Rafael Chorão e Matheus Peixoto; Vitinho (Adriano Paulista) e Wesley. Técnico: Marcelo Veiga.

Árbitro: Lucas Canetto Belotte.
Auxiliares: Eduardo Vequi Marciano e Paulo Cesar Modesto. Quarto árbitro: Márcio Roberto Soares.

Cartões amarelos: Dudu (Ponte) Rafael Chorão, Juliano, Adenilson (Bragantino)

Público: 847

Renda: R$ 6210,00


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais