Com gol de Hugo Cabral, Ponte Preta vence o São Paulo no Majestoso

Publicado em: 09/02/2019


Foto:PontePress/FáboLeoni

A Ponte Preta mostrou sua força jogando no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Na noite deste domingo, o time campineiro manteve a invencibilidade em casa no Campeonato Paulista ao derrotar o São Paulo, por 1 a 0 (com gol de Hugo Cabral), em jogo válido pela sexta rodada. Em três jogos como mandante, são duas vitórias e um empate. Hugo Cabral marcou o gol pontepretano. 

O resultado levou a Macaca à sexta melhor campanha do Campeonato Paulista, com oito pontos. A Ponte Preta volta a campo para dois jogos na próxima semana, ambos fora de casa. Primeiro, os pontepretanos enfrentam a Aparecidense, na terça-feira, às 19h15, pela Copa do Brasil. Em seguida, no sábado, a Macaca encara o Novorizontino, às 21 horas, no Jorge Ismail de Biasi

O JOGO

A Ponte Preta começou bem e levou perigo logo no primeiro minuto. Matheus Oliveira carregou na intermediária e finalizou forte, assustando o goleiro do São Paulo. Bem posicionado, o time campineiro encontrou o momento certo de encurtar a marcação e roubar a bola no campo de ataque.

Aos 28 minutos, Gerson Magrão tomou a bola pela esquerda e acionou a Thalles, que não dominou. A dupla voltou a funcionar aos 31 minutos, criando outra boa chance de gol para a Macaca.

Depois de levantamento da direita, Gerson Magrão levou a melhor em dividida com Araruna e finalizou forte. Thiago Volpi caiu para espalmar nos pés de Thalles. Desequilibrado, o centroavante acabou mandando para fora. 

Com dificuldades para furar a defesa da Ponte, o São Paulo passou a usar as bolas alçadas na área para assustar. Bruno Alves e Arboleda tentaram, mas Ivan foi para o intervalo sem precisar trabalhar embaixo da meta. O goleiro pontepretano só apareceu no primeiro tempo em belo drible em cima de Nenê.

A Ponte Preta não perdeu o ímpeto no segundo tempo e manteve a força de marcação no meio-campo, segundo bem o sistema de criação do São Paulo e arrancando em velocidade. Numa destas escapadas, aos 18 minutos, Luis Ricardo, que entrou na vaga de Arnaldo, cruzou na cabeça de Thalles. Nas costas de Arboleda, o camisa 9 subiu desequilibrado e mandou para fora. 

Logo em seguida, aos 23, novamente pela direita, Luis Ricardo foi até a linha de fundo e levantou para a área. Do outro lado, Diego Renan pegou a sobra e mandou novamente em direção aos atacantes. Ninguém apareceu para completar para o gol. A Ponte Preta seguiu em cima e Gerson Magrão quase marcou olímpico, aos 32 minutos. Thiago Volpi saiu e mandou para escanteio. 

Em nova cobrança fechada, aos 33 minutos, a Ponte Preta abriu o placar. Magrão cobrou, Renan Fonseca deu um leve desvio e Hugo Cabral antecipou a marcação de Reinaldo para completar para os fundos das redes, explodindo o Majestoso. Ponte 1 x 0 São Paulo. 

O São Paulo se lançou ao ataque em busca do empate, mas a defesa da Ponte seguiu precisa. Aos 35 minutos, Reinaldo tentou finalizar, mas Nathan chegou travando e afastou o perigo. No final, mesmo com três minutos de acréscimos, a Ponte controlou o jogo e comemorou mais uma vitória ao lado do seu torcedor, a segunda seguida. 

Ficha do jogo

Ponte Preta – Ivan, Arnaldo (Luis Ricardo), Reginaldo, Renan Fonseca, Diego Renan; Nathan, Matheus Oliveira, Matheus Vargas (Tiago Real), Igor Henrique; Thalles (Hugo Cabral) e Gerson Magrão. Técnico: João Paulo Sanches (interino)

São Paulo - Tiago Volpi, Araruna, Arboleda, Bruno Alves, Reinaldo; Willian Farias, Hernanes (Igor Vinícius), Nenê; Antony, Carneiro (Diego Souza) e Everton (Biro Biro). Técnico: André Jardine

Gol: Hugo Cabral, aos 33 do segundo tempo.

Árbitro: Raphael Claus

Assistentes:  Danilo Ricardo Simon Manis, Luiz Alberto Andrini Nogueira e Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (quarto árbitro)

Cartões amarelos: Arnaldo (Ponte Preta); Reinaldo e Hernanes (São Paulo).

Público: 4.144 pagantes/ 508 não pagantes (4.652 total)

Renda: R$ 94.130,00


Outras Notícias


Veja Também

Newsletter Digite seu e-mail para receber nossa newsletter
Redes Sociais