No último dia de Intertemporada, Ponte faz jogo treino contra o São Caetano e Artur espera briga sadia pela lateral direita

 

A Intertemporada da Ponte Preta termina na tarde desta segunda, com um jogo-treino contra o São Caetano. Na sequência, a equipe do técnico Paulo César Carpegiani retorna a Campinas, descansa no domingo e retoma na manhã de segunda os treinos no Majestoso. O lateral Artur, que disputa vaga deixada por Cicinho na lateral direita, fala sobre a expectativa de conquistar a titularidade na equipe alvinegra.
 
“Primeiramente quero mandar um abraço para o Cicinho. Um companheiro nosso que nos deixou, infelizmente, mas para ele e para o clube foi muito bom. Já a briga com Régis será sadia. Vamos disputar essa vaga na lateral e quem tem a ganhar com isso é a Ponte Preta com isso. O nosso treinador utilizou ele na primeira parte do jogo-treino contra o Grêmio Osasco e eu na segunda. Vamos ver aí  como vai ser hoje, para que ele tenha uma definição de equipe para o jogo contra o Náutico”, pontua.
 
O jogador revela que fugiu um pouco das próprias características nos últimos anos. “Sou um atleta que atuou na defesa, mas sou ofensivo também. Não foi à toa que em 2011, no São Caetano, eu fiz nove gols na temporada. Mas perdi um pouco essa característica porque alguns técnicos pediram para eu marcar mais. Falei com o Carpegiani que eu gostaria de mais liberdade para atacar e ajudar o time lá na frente”, conta.
 
No que depender de Artur, esta agressividade na frente vai voltar. “Vou tomar de volta essa minha característica ofensiva, até porque muitos têm falado que eu sou defensivo, mas temos que mudar um pouco e ajudar também lá a frente. Sempre fiz isso e, depois que fui para o Palmeiras, com o professor Felipão, e no início da temporada com o professor Guto Ferreira, eles me pediram para eu ficar mais atrás. Nós fazemos o que eles mandam. Mas isso estava me prejudicando e agora eu vou atacar um pouco mais”, promete.
 
Independentemente da própria posição, Artur acredita que a Ponte vai retormar a boa campanha no reinício da competição, no próximo dia 6. “Essa situação na tabela da competição é temporária. E temos que sair o quanto antes. O jogo do Náutico e do Bahia, em casa, nós temos que definir isso aí. Com todo respeito aos adversários, temos que pontuar o quanto antes.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS