Naldo fala sobre a força que o elenco deu para o ex-companheiro Fábio Braga na tragédia familiar e que equipe aproveitou para descansar e já está focada para enfrentar o Vitória

Crédito obrigatório para reprodução:
PontePress/FabioLeoni

A morte do filho do treinador Abel Braga no último final de semana abalou o futebol brasileiro. A partida da Ponte contra o Fluminense que seria nesse final de semana foi transferida para o próximo dia nove de agosto. O volante Naldo afirmou que o elenco prestou apoio para o ex-colega Fábio Braga (irmão da vítima). “Foi um fim de semana muito ruim. O nosso colega Fábio Braga que estava aqui com a gente, ficou muito mal. Demos nosso apoio para ele nesse momento. Não pode baixar a cabeça. A vida é assim. Não sabemos o dia de amanhã. Muito triste. A gente já estava dormindo para descansar para o jogo quando recebemos a notícia. Ligamos para ele e mandamos mensagem. Já perdi meu pai e sei como é. Temos que dar forças para ele. É ruim um pai enterrar o filho”, explicou. 

Naldo afirmou que a equipe aproveitou para descansar e buscar o resultado em Salvador. “A gente tem sempre que pensar nos jogos, no dia a dia. Essa é a nossa vida. Temos que estar sempre focados. Independente de ter mudado o jogo, estamos preparados para ir forte lá para Bahia conquistar um grande resultado. Estamos em um bom momento e temos que valorizar isso. A gente aproveitou para descansar e ficar concentrado para a próxima partida. Temos que mostrar algo a mais sempre”.

Naldo prega que a Ponte precisa manter a pegada das últimas vitórias. “A vitória fora de casa veio e a gente precisava muito. Temos que manter o foco dentro e fora de casa. O Campeonato de pontos corridos tem que sempre estar pontuando. E o futebol é imprevisível. Temos que manter a pegada firme. Estamos em uma boa fase, classificamos na Sudamericana. Vamos focar para brigar lá em cima. O Gílson trabalha bastante o nosso psicológico para mantermos a confiança a mesma pegada dentro e fora de casa”. 

Naldo comemora o bom momento na equipe e da equipe. “Estou muito feliz pelo momento do clube e o meu. Tudo o que o jogador quer é confiança. Você joga mais solto. O nosso momento é bom, temos que manter essa confiança que as vitórias trouxeram para colocar a Ponte para brigar lá em cima. Sou um jogador de mais marcação e saio com a bola quando preciso. É importante você entrar bem e focado e a equipe confiante também”.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS