Mesmo cansado de maratona de jogos, Rodinei afirma que quer aproveitar a força dos seus 23 anos e disputar todas as partidas que vem pela frente

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta encara o Vilhena-RO na noite desta quinta-feira (2), pela Copa do Brasil, e o lateral-direito Rodinei se mostra “fominha”, de maneira positiva: ele quer atuar em todos os jogos da Macaca. “Eu prefiro não folgar em nenhum dia. Estou novo ainda, com 23 anos, e quero jogar na quinta, no domingo, quero estar em tudo. Tenho que aproveitar essa fase, essa força, porque quando chega os 30, 32 anos, acaba a força. Tenho que aproveitar essa fase para fazer o pé de meia”, brinca o jogador, que ainda não teve sua escalação confirmada pelo técnico Guto Ferreira.

“Eu sou um cara que está jogando desde o começo do ano, estou muito cansado, mas se ele me colocar para jogar na quinta, irei atuar com a mesma garra, vontade, tanto quinta como domingo, porque precisamos da vitória contra o Penapolense para nos classificarmos já no Paulista”, diz Rodinei, que minimiza o aparente cansaço.

 “Isso é devido a seqüência de jogos. Atuamos quinta, domingo, e jogador cansa, também somos seres humanos. Mas não justifica nada: na hora que entra em campo esquecemos cansaço, ficamos apenas focados na partida, para fazer um belo trabalho como estamos fazendo desde o início do campeonato”, ressalta.

Segundo Rodinei, o time, independentemente de quem entre em campo, tem que procurar fazer o melhor, pois é a característica da equipe pontepretana. “Temos que entrar pensando na vitória, ainda mais aqui no Moisés. No nosso estádio sabemos o jeito que jogamos. Buscamos o gol a todo tempo, trabalhando a bola, e não tem essa de ser o Vilhena e que com o empate classificamos. Temos que entrar buscando sempre a vitória”, afirma.

Contudo, o jogador espera um jogo difícil. “Temos que ter paciência, trabalhar a bola, porque os times que vem jogar aqui, em sua maioria, como acontece no Paulista, vem fechados. Temos que ter paciência para trabalhar a bola. É um time complicado”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS