Após suspensão, Marllon volta a ser opção da Macaca contra o Corinthians e confia no trabalho para fazer um grande jogo

 

No primeiro jogo das finais do Paulistão, o zagueiro Marllon foi desfalque contra a equipe do Corinthians, porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Suspensão cumprida, o atleta está à disposição do técnico Gilson Kleina para o duelo final contra o rival paulista, nesse domingo (7).

“Fiquei triste de não poder ajudar os companheiros, mas quem me substituiu estava a altura. Infelizmente nosso conjunto não fez um bom jogo. Não estávamos em um dia feliz, mas estamos trabalhando forte essa semana, para buscar reverter o resultado lá”, afirma o jogador, que reforça. “Temos que chegar lá, surpreender o Corinthians e tentar conquistar a vitória”.

Marllon também contou que o técnico Gilson Kleina está em busca da melhor equipe para esse confronto final e pode haver mudanças. “Tudo em prol de buscar o campeonato. Se formos com dois ou três zagueiros, temos que correr atrás e buscar o resultado. O treinador está trabalhando várias opções, para chegar no jogo e fazermos o que é necessário”, ressalta.

O zagueiro acrescenta que é preciso ter confiança até o último segundo. “A esperança é a última que morre. Temos que buscar algo a mais dentro de nós. Sabemos que é difícil, mas não impossível”, avalia Marllon, que desabafa: “Estamos escutando muita coisa, que o campeonato já é do Corinthians, mas em se tratando de futebol tudo pode acontecer. No domingo o nível de concentração estava alto, mas não tivemos uma tarde feliz. Vamos para lá com tudo.” 

O zagueiro também destaca que o grupo acredita na reviravolta. “Conversamos entre nós, que isso nunca tinha acontecido, ainda mais três gols dentro de casa. É uma diferença grande, em se tratando de final de campeonato, mas estamos procurando deixar para trás. O foco está em trabalhar firme para fazer um grande jogo domingo”, completa.

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS