Majestoso completa 65 anos nesta quinta; torcedor pode levar miniatura do estádio para casa

 

 

Há exatos 65 anos a Ponte Preta enfrentou o XV de Piracicaba na primeira partida da história do estádio Moisés Lucarelli, no dia 12 de setembro de 1948. Antes disso porém, a história do estádio alvinegro já havia começado com a missa inaugural em 7 de setembro e o lançamento da pedra fundamental em 13 de agosto de 1944.


Tudo começou quando os amigos Olímpio Dias Porto, José Cantúsio e Moyses Lucarelli reuniram dinheiro para comprar um terreno onde sonhavam construir um grande estádio. A obra foi erguida na antiga chácara Maranhão, no bairro Ponte Preta. No local existia apenas uma casinha simples, localizada exatamente onde foi determinado o centro do gramado. O material de construção foi conseguido junto a amigos, empresários (uma curiosidade: apesar de amplamente difundida, a história de que a maioria destes empresários era paulistana não passa de uma lenda) e da famosa “Campanha do Tijolo”, que teve início após a terraplanagem.


A campanha movimentou Campinas por quatro anos: durante a semana os caminhões da Companhia Vieira estacionavam na rua Barão de Jaguará para receber doações de material e nos finais de semana a torcida – e até jogadores, como Bruninho – trabalhava em mutirão na construção do estádio.
 

A Pedra Fundamental do estádio foi lançada em 13 de agosto de 1944. Os engenheiros responsáveis pelo projeto  foram Alberto Jordano Ribeiro, Eduardo Badaró e Mário Ferraris.No dia 7 de setembro de 1948 foi realizada a inauguração parcial do Majestoso em missa campal, e, no dia 12 de setembro, a inauguração oficial do Estádio que recebeu o nome do patrono Moisés Lucarelli.


Por sinal, Lucarelli era modesto e não queria ver seu nome no estádio: a diretoria aproveitou uma viagem do patrono à Argentina para colocar o nome dele, grafado com “i” em vez de “y”, na fachada do Estádio – hoje tombada pelo Patrimônio Público. O apelido do estádio foi dado pelo jornalista Fernando Pannattoni. Na década de 40, quando a obra foi iniciada, Campinas tinha 140 mil habitantes e o estádio previa um local para abrigar 30 mil. A ousadia do projeto levou o jornalista, que publicava a sessão “Campinas Esportiva” no jornal Gazeta Esportiva, a se referir ao estádio como um empreendimento “majestoso”.


Foi ali, nas arquibancadas do Majestoso, que a torcida pontepretana viveu grandes conquistas, comemorou inúmeras vitórias em dérbis, apoiou o time quando ele mais precisou. Nos hoje remotos anos 70, as arquibancadas do estádio chegaram a abrigar mais de 33 mil pessoas – em uma partida contra o Santos – em um espaço onde hoje só são permitidos 19,7 mil.
 

“Meu pai foi um pioneiro. Minha família sempre ficou muito feliz pelo reconhecimento dado a ele no estádio”, diz Nino Lucarelli, filho de Moisés. Mas, se outrora foi charmoso e pioneiro, hoje o belo Majestoso tornou-se pequeno para a grandeza da Ponte Preta e de sua torcida, razão pela qual a Ponte Preta planeja construir uma Arena Multiuso Padrão Fifa, que ficará no Jardim Eulina, onde hoje funciona o CT. "Se meu pai estivesse vivo, com certeza veria com bons olhos o projeto da Arena. Ele era um abnegado pela Ponte Preta e o projeto é para o bem do clube", afirma Nino.


Hoje em dia, o Majestoso já foi espremido pelo desenvolvimento da região e ficou sem espaço para novas melhorias de ampliação e modernização, como por exemplo, a construção de uma área de estacionamentos. É por isso que a diretoria pontepretana vem trabalhando com a ideia da construção de um complexo arena, mais moderno e adequado as necessidades dos torcedores.


Miniaturas do Majestoso

 


Para comemorar o aniversário do Majestoso a Ponte Preta vai iniciar a pré-venda das miniaturas do estádio Moisés Lucarelli. O torcedor que quiser levar o Majestoso para casa precisa e preencher uma ficha de pré-venda até o dia 1 de outubro. Depois disso, as miniaturas vão ser encomendadas e devem chegar em um prazo de três meses. Quanto a Ponte Preta receber todas as miniaturas, vai se iniciar a venda. Quem já se cadastrou retira o seu, e quem ainda não tiver garantido o seu pode comprar normalmente. 

Para se cadastra, acesse o link: http://localhost/pontepreta/wordpress/prevenda/


O preço da miniatura do Majestoso será R$ 99,90 para os Torcedores Camisa 10 + e R$ 149,90 para aqueles que não fazem parte do programa TC10+. O link com o site para o cadastro de pré-venda é pontepreta.com.br/prevenda/.


Documentário


A PonTV está exibindo em seu canal no YouTube o documentário “Moysés Lucarelli: Um sonho Majestoso”. O documentário foi produzido pelos alunos de jornalismo Antônio Henrique Brazão, Bruno Moreira, Gabriel Castro e Henrique Bighetti e conta a história de Lucarelli e da construção do estádio da Macaca. Você pode conferir esta produção no canal oficial da PonTV no YouTube (http://www.youtube.com/user/tvponte).

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS