Macacos do Futuro: neste sábado durante o intervalo do jogo, atacante Alexandro Macacão entrega camisas a 26 crianças que foram a mais jogos da Ponte em 2014

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
VictorHafner

Letícia, Allan, Yago, Ana e outros 22 pequenos torcedores da Ponte Preta serão premiados neste sábado, no intervalo do jogo entre Ponte Preta x América Mineiro, por sua fidelidade – já em idade tão tenra – ao clube do coração. As crianças fazem parte do Macacos do Futuro, o projeto da diretoria alvinegra que recebe desde o ano passado em todos os jogos as crianças alvinegras e estimula os jovens torcedores. No caso deles, todos assistiram a mais de 16 jogos em 2014 e por isso ganharão camisas oficiais da Macaca das mãos de ninguém menos do que o atacante Alexandro Macacão, artilheiro do time.

“A ideia do projeto é tanto estimular as crianças a virem ao jogo e a torcer como também oferecer um ambiente saudável a elas no estádio, para que os pais também se sintam tranquilos em trazê-las e, desde modo, incentivemos a formação dos novos torcedores. No ano passado já premiamos diversos meninos e meninas e no intervalo deste jogo de sábado eles entrarão no campo  para dizerem seus nomes no centro do gramado e receberem seus presentes das mãos de um ídolo da torcida”, explica Giovanni Dimarzio, diretor social alvinegro.

Ele relembra que desde sua criação, o Macacos do Futuro tem trazido benefícios para os pequenos, como, por exemplo, o campo/gramado em miniatura montado em dia de jogo ao lado do alambrado onde os pequenos se divertem em dia de jogo, acompanhados por monitores. “Para o ano que vem,  entre outras coisas, já estamos planejando uma área exclusiva só para receber as crianças no Majestoso.  A paixão pela Ponte vem desde o berço e nossa ideia é incentivar cada vez mais isso”, finaliza.

Confira abaixo os nomes das crianças premiadas:

Notícias Recentes

NOTA DE ESCLARECIMENTO: IVAN

A Ponte Preta informa que, diferentemente do que foi divulgado pelo site Futebol Interior, a Ponte Preta possuí 100% dos direitos econômicos do goleiro Ivan e nem poderia ser diferente, uma vez que a FIFA não permite a transmissão

Leia mais »

REDES SOCIAIS