Macaca treina na manhã desta quarta-feira para o duelo contra o Sport e Douglas Grolli comemora sequência na equipe e destaca o trabalho do treinador Eduardo Baptista

                                                                            Crédito obrigatório para produção:
                                                                                    Daniel Ribeiro/PontePress

Ao entrar na partida contra o Santa Cruz em Recife, aos 21 minutos do primeiro tempo (no lugar do lesionado Kadu), o zagueiro Douglas Grolli viu de dentro do campo o primeiro gol de Pottker que abriu o placar para a Macaca e ajudou a encaminhar a grande vitória fora de casa. Com a lesão do companheiro, Grolli tem agora a chance de voltar à titularidade, ainda que, claro, não desejasse a contusão do amigo Kadu.

A prova de fogo veio na vitória contra o São Paulo no último domingo, onde Grolli, ao lado de seus companheiros teve uma atuação segura e firme para conquistar mais uma vitória e encostar a equipe no G4. O zagueiro da Macaca falou da mudança de ambiente do final do jogo para a derrota para o Cruzeiro para a fase atual.

 “Saímos muito chateados da partida contra o Cruzeiro. A equipe sentiu a derrota, foi um jogo atípico. Conseguimos mostrar a nossa força já no próximo jogo contra o Vitória, tivemos uma grande vitória fora de casa na sequência e agora já estamos a dois jogos sem tomar gol. Aquela partida contra o Cruzeiro tem que ficar de lição para termos apresentações mais sólidas e seguras”, explicou.

Ainda sem o ritmo total que pode atingir em campo, Grolli acredita que os treinamentos e os jogos serão essenciais para subir de produção. “Ainda não estou totalmente no meu ritmo de jogo, mas acredito que fiz duas partidas importantes e seguras, agora é deixar a dúvida para o treinador quando o Kadu e os outros meninos voltarem. Os treinos diários, a competitividade ajuda um pouco a lidar com a falta de entrosamento. São jogadores de qualidade e não vejo nenhum problema maior de entrosamento com a mudança de jogadores na zaga. O foco é buscar mais uma vitória em casa no campeonato”, assegura.

Questionado sobre a relação do elenco com o comandante Eduardo Baptista, Grolli elogia o trabalho do treinador a frente da equipe. “O Eduardo tem um carinho muito grande pela Ponte Preta. Pela história bonita que ele tem aqui no clube. Ele sempre procura nos mostrar o DNA da Ponte Preta, uma equipe guerreira, lutadora, e a forma dele ser, a maneira que ele se porta na beira do campo contagia a equipe”, destacou.

Sobre a possível entrada do defensor Antônio Carlos na equipe para o jogo contra o Sport, Grolli ressalta as qualidades do possível parceiro. “Venho treinando bastante com o Antônio, já joguei contra também. Ele tem uma jogada aérea muito forte, uma pegada boa também. É um grande jogador, tenho certeza que vai nos ajudar bastante no decorrer do campeonato”, finaliza.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS