Macaca segue treinando firme para o jogo de domingo e Kevin ressalta: “Estamos juntos. Unidos e focados para conquistar os três pontos”

A Ponte Preta continua treinando firme para enfrentar o Remo, na tarde do próximo domingo (24), em busca de uma importante vitória fora de casa. Com 34 pontos, a Macaca não corre nenhum risco de entrar na zona de rebaixamento na rodada, independentemente do resultado do jogo, mas uma vitória pode distanciar mais a equipe dos quatro últimos (abrindo cinco pontos de vantagem) e ainda deixar outros times entre eles – caso do Brusque, que tem 35 e já jogou a rodada 31.

“Estamos trabalhando, juntos, unidos e focados para conquistar os três pontos. Na última rodada tivemos boa performance, mas infelizmente o resultado não foi o que a gerente queria.  Então temos que pensar jogo a jogo, o próximo é contra o Remo, estamos bastante concentrados para conseguir essa vitória fora de casa”, afirma o lateral Kevin.

O lateral destaca que a equipe está trabalhando duro neste intervalo entre jogos para minimizar erros e entrar forte em Belém. “Estamos fazendo uma boa semana de treinos e esperamos pontuar. Nossa posição na tabela é desconfortável e não corresponde ao futebol que temos apresentado, em especial neste segundo turno, em que tivemos bons jogos e desempenho. Então neste domingo vamos juntos, firmes e fortes para evoluir”, enfatiza.

A união do grupo, por sinal, é um dos motivos apontados por Kevin para a evolução do elenco e dele próprio, que vem sendo elogiado nos últimos jogos e foi o autor do lance para Léo Naldi marcar no empate contra o Avaí em um dos bons jogos fora de casa que a Ponte fez. “Você dar assistência pro cara fazer o gol te dá confiança, mas isso não seria possível sem o grupo. Meus companheiros me possibilitaram fazer aquela assistência, juntos conseguimos e vamos conseguir cada vez mais”, diz.

Neste mesmo sentido, Kevin conta que não ficará chateado caso Gilson Kleina opte por colocar Felipe Albuquerque no lugar dele no domingo, pois o mais importante é o coletivo. “A série B é difícil, cascuda, e precisamos desta união. Estou certo de que, qualquer que seja a escolha do Gilson, vamos estar preparados para fazer um bom jogo contra o Remo”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS