Ponte Preta recebe Oeste neste sábado (20) e Alexandro, que começou a fazer gols de novo na última rodada, afirma: “Agora o Macacão voltou”

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

Agora no G4, a equipe da Ponte Preta tem o desafio de se manter no grupo que se classifica para a Série A  de 2015. Para isso, não perder pontos em casa é importante e neste sábado (20) a Macaca tem mais um desafio para se firmar entre os melhores do Brasileiro da Série B. A equipe recebe o Oeste, de Itápolis, às 16h10, no Moisés Lucarellli, em partida válida pela 24ª Rodada da competição. Para continuar nesse caminho de vitórias, a presença do atacante Alexandro é importante. O atleta, que entrou nas últimas partidas no lugar do artilheiro Rafael Costa (machucado), voltou a deixar seu gol nas redes adversárias, ao abrir o placar diante do ABC, em Natal-RN.

“Agora o Macacão voltou! Vocês não sabem a felicidade que estou de jogar aqui no Majestoso, diante da torcida que sempre me apoiou, me incentivou, e amanhã se Deus quiser vou guardar um gol e sair comemorando junto com a torcida”, diz Alexandro, que se autoapelidou usando a mascote do time desde que chegou, e ressalta o quanto está mais leve após o gol marcado.

“Estou muito feliz. Vocês não sabem o quanto. Tirei um peso enorme das minhas costas. Eu estava me cobrando. Eram muitas partidas sem meter gol e nessa última eu marquei e ainda sofri o pênalti. Melhor ainda que a equipe saiu com a vitória”, comemora o atleta, que conta um pouco sobre o período sem balançar as redes adversárias.

“Minha vida nunca foi fácil. Foi sempre no sacrifício. Comecei bem, estava bem até a parada da Copa, aí teve uma fase em que parei de fazer gols. O Rafael Costa entrou e meteu gols. Eu não abaixei a cabeça, trabalhei mais forte, focado sempre e Graças a Deus sempre tentava dar o meu melhor quando entrava no segundo tempo. Infelizmente a bola não estava entrando. Mas desta vez tive a oportunidade de jogar de titular e marcar. Agora é só manter. O grupo é bom, quem está entrando está contribuindo e quem ganha com isso é a Ponte”, enfatiza.

O centroavante também comenta o que deve encontrar do adversário da rodada e o que espera do comportamento do time. “O Guto falou que a zaga do Oeste é boa, mas venho trabalhando para dar meu máximo. Se Deus quiser nós vamos fazer um bom jogo e conquistar mais uma vitória. Tivemos uma lição no último jogo em casa, onde tomamos a virada, e o torcedor pode ter certeza que não vai acontecer mais no nosso grupo e quem vier vai sair com muita alegria do Majestoso”, completa Alexandro.

Na tabela

 

A Ponte entra em campo nesta noite no terceiro lugar do G4 e, independentemente do resultado, permanece no grupo nesta rodada – isso porque na noite de ontem Avaí e Ceará empataram em 2 a 2, o que levou o time nordestino a 40 pontos (o mesmo número da Macaca e do Vasco, mas ambos com menos vitórias que a alvinegra).

Desta forma, uma vitória é ideal para abrir três pontos do quinto colocado – seja ele o Vasco, caso a equipe carioca não pontue neste sábado, ou o próprio Ceará. Empate ou derrota mantêm a Macaca entre os quatro, mas com a possibilidade de perder uma posição e ficar com o mesmo número de pontos do quinto, na frente apenas por critérios técnicos. 

Com 45 pontos, o Avaí lidera o Brasileiro, mas pode ser ultrapassado hoje pelo Joinville, que tem 43 e enfrenta o Atlético-GO (a partida estava marcada para a noite de ontem, mas foi transferida em virtude de falta de condições de pouso para o avião que levava o time de Goiás).

Ingressos

Os ingressos para Ponte x Oeste estão com os preços de R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 a meia. Os torcedores com camisa da Ponte Preta pagam dez reais. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria principal do Majestoso.

Quem não puder ir ao estádio pode acompanhar o jogo no Première FC. Pelo rádio, as opções são: FM 99,1 e AM870 e 1170. Outra opção, pela internet, é a webrádio Macaca Reunida.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS