Macaca enfrenta o Linense e quer vitória nesta quarta (22) para continuar subindo na tabela

 

Foto:PontePress/FábioLeoni

A Ponte Preta entra em campo contra o Linense nesta quarta (22), logo mais às 19h30, de olho em uma vitória importante contra o time da casa. Como o Santos empatou duas partidas seguidas (inclusive nesta rodada, em partida realizada ontem), basta um empate para a Macaca ficar com a segunda colocação do grupo D, porém se conquistar os três pontos a alvinegra abre três pontos de distância do time do litoral e fica encostado no líder Mirassol.

“Vamos procurar manter a boa atuação que tivemos em especial no segundo tempo contra o Red Bull, apesar do resultado não ter sido o que queríamos, e evoluir e seguir crescendo dentro da competição para buscarmos o primeiro objetivo, que é a classificação parava próxima etapa. É importante dentro da nossa evolução manter o mesmo time, para criar estratégia de jogo, onde cada um saiba o que deve fazer e onde se posicionar”, afirma o técnico Felipe Moreira. 

Ele espera uma partida complicada em Lins, mas acredita em um bom resultado longe do Majestoso. “É um jogo difícil , como a gente sempre prega: o Campeonato Paulista é muito difícil. Tem muita disputa e marcação individual, e alguns campos em que a bola quica muito. A Ponte tem que estar preparada, séria, para fazermos um grande jogo hoje e buscar o resultado”, explicou. 

“Queremos voltar pra Campinas com a vitória e para isso precisamos nos impor contra o Linense. Este jogo já é um jogo chave pra encaminharmos nossa classificação pra etapa seguinte do Paulista”, diz o lateral Artur. O Linense venceu apenas uma partida na competição até o momento e teve o técnico trocado após ter sido vencido pelo Palmeiras na rodada passada. A partida de logo mais tem trasmissão pelas rádios FM 99,1 e AM 1170.

Atletas no DM e em transição

O técnico Felipe Moreira ainda não pode contar com alguns atletas que estão no Departamento Médico ou em transição para retornar ao time. O médico Roberto Nishimura detalha a situação destes jogadores. “O Fábio vinha reclamando de uma dor na região do tendão, do joelho, da patela, e dentro de um processo de fisioterapia, de manutenção, a gente foi controlando essa dor. É algo que vinha com os treinos e a sequência de jogos, de certa forma incomodando um pouco mais”, conta.

Uma imagem de ressonância algumas alterações no tendão da cartilagem do zagueiro. “Então ele está passando por um tratamento, uma suplementação que ajuda na lubrificação do joelho é um tratamento, é uma suplementação que ajuda na lubrificação do joelho”, pontua. 

Já o lateral Breno já havia tido em 2016 um problema no joelho que o tirou de uma semana dos treinamentos. “Na época ele ficou com o joelho bem inchado. Ele também tem uma degeneração crônica do tendão e  iso começou a incomodar o atleta, então optamos por um tratamento conservador com fisioterapia. Melhorando a gente inicia a transição dele”, diz. 

Por fim, em relação a Matheus Cassini, o problema é uma inflamação na sola do pé. “Começo de temporada é assim mesmo. Começa a dar carga e impacto, essas dores e problemas menores aparecem. Tiramos ele do treino, recuperamos, e já nessa semana inicia a transição para o campo.”

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS