Manhã de domingo, manhã de futebol: Ponte enfrenta Flamengo e quer nova vitória no Majestoso

Foto:PontePress/FabioLeoni

Hoje é domingo e a manhã é de futebol: logo mais às 11 horas, a Ponte Preta entra em campo para enfrentar o Flamengo, em partida no Majestoso. A meta do time comandado pelo treinador Eduardo Baptista é vencer mais uma vez em casa, onde até agora só enfrentou – e derrotou por 2 a 1 – a equipe do Palmeiras. “Precisamos ter atenção, impor nosso jogo, com personalidade e equilíbrio. Já disse antes que em casa a Ponte tem que ser favorita e nossa torcida abraça, assim, com todo respeito ao adversário, temos uma boa perspectiva de vitória e faremos de tudo para que ela se concretize”, diz o treinador alvinegro.

Eduardo Baptista diz que a “crise” em que o Flamengo se encontra não deve ser motivo para desatenção da Macaca, pelo contrário: é preciso que o elenco alvinegro esteja ainda mais focado em campo. A equipe rubro-negra vem  de apresentações ruins e vive turbulências fora de campo, com a saída do técnico Muricy Ramalho por problemas de saúde   Zé Ricardo, treinador do sub-20, dirige o time interinamente) –e  a presença de torcedores uniformizados no treino do time fazendo pressão sobre os atletas, bem como  ameaças a atletas como o zagueiro César, que foi hostilizado quando estava com a família em um supermercado.

“Isso não deve entrar em campo, será uma grande partida independentemente da situação, o Flamengo é um grande time e com grandes jogadores, e cabe a nós fazermos nossa parte no gramado hoje”, diz Eduardo Baptista. Assim como a Ponte, o Flamengo tem quatro pontos – mesma pontuação do sexto colocado Corinthians. Em meio uma tabela equilibrada neste começo de competição, uma vitória é fundamental para a Macaca não só para se recuperar da rodada passada como também começar a subir na tabela, já que se vencer chega a sete pontos – mesma pontuação do segundo e terceiro colocados neste início de rodada.

Hino em saxofone e homenagens

Quem for ao estádio nesta manhã verá uma série de ações diferenciadas, a começar por uma ação em prol da paz no futebol promovida pela Brasil Kirin: crianças torcedoras da Ponte, uniformizadas, entrarão em campo com o  time do Flamengo, e meninos e meninas flamenguistas farão o mesmo com os pontepretanos. O  hino nacional será executado hoje em quarteto de saxofones por músicos do instituto Anelo – associação civil sem fins lucrativos que oferece ensino musical gratuito a crianças e adolescentes da região Campo Grande/Florence, na zona noroeste de Campinas, SP.

No intervalo da partida, haverá uma homenagem aos atletas do SUB12 e SUB14, campeões em competições internacionais, bem como às Escolinhas de Futebol da Macaca, que já revelaram sete atletas para a B ase.Também estão previstas homenagens/minuto de silêncio ao motorista da Ponte Alemão e ao jornalista Marco Antonio Benatti, ambos pontepretanos apaixonados que faleceram nesta semana.

Os ingressos para esta partida custam R$ 40,00 (inteira) e R$ 20 (meia) na Geral. Nos demais setores do estádio, inclusive o visitante, o ingresso custa R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia). A partida tem transmissão pelas rádios FM 99,1, AM 1170 e 870.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS