Ponte Preta encara o São Paulo e Guto Ferreira lamenta a ausência da torcida da Macaca no jogo com portões fechados e espera dificuldades, mas acredita em vitória

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/VictorHafner

A Ponte Preta recebe o São Paulo, às 18h30 deste domingo (17) no Moisés Lucarelli. A partida é válida pela 2ª Rodada do Campeonato Brasileiro da Série A e é o primeiro jogo da Macaca em casa, mas infelizmente sem a presença da torcida. Isso porque a equipe alvinegra foi punida com dois jogos com portões fechados, por conta de problemas que envolveram torcedores no jogo diante do Joinville, no ano passado. O técnico Guto Ferreira lamenta o fato, mas espera que time mostre sua força dentro do Majestoso.

“O calor da torcida é o que motiva, é o que puxa. Então vai ser um jogo atípico e temos que nos adaptar rápido ao acontecido e fazer uma grande partida. Temos que nos superar. Todo mundo vai ter que chegar dentro de campo e fazer seu melhor”, afirma o treinador, que revela o sentimento em relação a todo esse problema e as soluções para que a Ponte Preta se fortaleça enquanto clube.

“São em situações assim que o futebol brasileiro pune o menos culpado. Está punindo o torcedor que participou da confusão, o que não participou e a gente também. Lá houve situações de falta de segurança e de desrespeito de quem usou o microfone, em Joinville, para insultar o pontepretano. No futebol moderno não se usa mais desse tipo de comportamento. E que me desculpe o torcedor que esteve lá, mas no futebol moderno também não se usa mais quebradeira, agressão. Já há até exemplos de torcidas misturadas nos estádios. Futebol é paz, não é guerra, não é briga. É um esporte” pontua.

Guto reforça que entende e apoia a paixão por um time de futebol, mas sempre dentro dos limites. “Essa identificação não pode passar determinados fatores. Tem que ser um elemento de inclusão e não de separação, que afasta família do estádio, isso não leva a nada. Não nos faz crescer e nem faz o nosso clube maior ou menor e mais respeitado. Mais do que nunca precisamos do nosso torcedor junto com o time e associados ao nosso programa de sócio-torcedor. É assim que a Ponte será mais competitiva e presente na Série A, brigando pro alguma coisa”, explica o técnico.

Sobre o adversário deste domingo, Guto Ferreira espera um São Paulo buscando a vitória e dificultando as ações de seu grupo. “No Campeonato Brasileiro todos os jogos são de suma importância e cada um valendo três pontos. O São Paulo virá com o mesmo objetivo de vitória e dentro de campo serão os dois times se peleando e brigando. E quem não entrar dessa maneira tem a tendência de não alcançar seu objetivo. Tenho que achar que vem o São Paulo mais difícil e me preparar para isso”, enfatiza o comandante, que afirma estar incutindo a mentalidade vencedora nos seus jogadores.

“Esse é o objetivo e o que estamos implantando na cabeça de cada um dos jogadores. E eles vêm assimilando e acreditando que podem sim. Na medida em que isso aconteça, vamos ter forças para poder fazer jogos de igual para igual. O resultado final veremos a cada jogo. Mas vamos buscar resultados expressivos”, completa.

A partida de logo mais tem transmissão ao vivo pela TV paga no Premiere, e pelas rádios esportivas de Campinas (FM99,1, Mas 1170 e 870) e webrádios PonteNews e Macacada Reunida.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS