Luis Fabiano será o coordenador de futebol da Macaca: “É uma imensa alegria retornar à minha casa”

Agora é pra valer: Luis Fabiano, que brilhou como atacante na Macaca, na Seleção Brasileira e em diversos times do Brasil e do mundo, irá assumir cargo de Coordenador de Futebol da Ponte Preta a partir de janeiro de 2022. “É com imensa alegria que estou retornando pra minha casa, pro clube que me revelou. Sou de família pontepretana, devo muito à Ponte e dedico esse retorno a todos os amigos pontepretanos e, em especial, ao meu avô Ditão, que era pontepretano doente e me levava para ver jogos no Majestoso desde pequeno. Nem tenho como expressar como estou feliz estar de volta à Ponte”, diz.

O presidente eleito Marco Antonio Eberlin, cuja gestão se inicia oficialmente em janeiro, destaca a felicidade de ter o ex-jogador na equipe e explica quais serão as atribuições de Luis Fabiano. “O Fabiano fez muito pela Ponte em campo e estamos certos que mais uma vez nos ajudará, agora nesta nova função. O coordenador de futebol é a pessoa que acompanha os treinos e jogos, tem contato direto com o time e auxilia em tudo o que pode e, ao mesmo tempo, trará para a diretoria tudo o que se passa ali, quais são as necessidades, as qualidades e os obstáculos que o time tem que superar. Ele será o principal elo entre o time e a presidência”, explica Eberlin.

O próprio Luis Fabiano fala sobre as expectativas que tem para o cargo. “É uma nova função, mas acho que a experiência que obtive em 22 anos de carreira , trabalhando com vários profissionais, vai me ajudar bastante. . Vou aprender bastante, mas também tenho muita coisa para passar a todos e  espero poder ajudar da melhor maneira possível. Vou me doar ao máximo para fazer a Ponte voltar pra onde nunca deveria ter saído, que é a primeira divisão. Com ajuda de todos e apoio da torcida a gente tem tudo pra fazer de 2022 um grande ano, e com certeza ele será”, conclui.

Maior dividendo

O presidente Marco Eberlin faz questão de registrar que, além de ter sido um dos maiores jogadores da Macaca – tendo inclusive defendido a Seleção Brasileira, pela qual marcou 28 gols e conquistou uma Copa América e uma Copa das Confederações – Luis Fabiano trouxe rendimentos financeiros que ajudaram enormemente o time.

“Quando ele foi para o Rennes, na virada do século, se tornou o maior negócio internacional já realizado pela Ponte, que recebeu 5,5 milhões de dólares na época, um valor que equivaleria a muito mais nos dias de hoje. Com esse valor a Ponte reformou o Majestoso, de concreto externo a rede elétrica, construiu os campos do CT do Eulina, reformou o Paineiras e conseguiu montar bons times até meados de 2001”, relembra.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS