Aguardando resultados de exames para ser oficializado, Marcelo Lomba se diz confiante em fazer uma grande temporada na Ponte Preta: estou feliz e muito motivado para defender esta camisa

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/ThiagoToledo

O goleiro Marcelo Lomba chegou ao Majestoso na tarde da última quinta-feira (08) e passou por exames físicos e clínicos. Assim que os resultados positivos estiverem confirmados, o arqueiro que atuou pelo Bahia no último Campeonato Brasileiro da Série A estará apto a defender as cores da Ponte Preta nesta temporada. Em sua chegada, o atleta falou com exclusividade ao site oficial sobre a expectativa em vestir a camisa da Macaca.

“Estou voltando a Campinas, passei um tempo aqui e agora devo ter a oportunidade finalmente de vestir a camisa da Ponte. Estou feliz e muito motivado, com um gás enorme de vir defender o clube. Foi uma escolha: abri mão de algumas coisas apostando no clube. Acho que esse ano será muito importante para a Ponte Preta e para mim também. Vamos arregaçar as mangas, estou com uma expectativa boa e quero trabalhar bastante para poder dar a resposta em campo”, afirma.

O atleta também relembrou o fato de quase ter atuado pela equipe em 2011, o que não ocorreu por falta de consenso entre os departamentos jurídicos do Flamengo – seu clube na época – e da Ponte Preta em relação a cláusulas contratuais.

“O treinador então era o Gilson Kleina e ele pediu a minha contratação, eu vim prontamente do Flamengo. Passei um mês em treinamento, assistia a alguns jogos da Ponte no início do Paulista e acabou que o Flamengo exigiu uma forma de pagamento e a Ponte queria outra, que tinha acertado antes. Acabou esse imbróglio e tive que voltar pro Rio, infelizmente. Mas Deus sabe o que faz, o mundo dá voltas, surgiu essa oportunidade e estou feliz em retornar”, diz.

O novo goleiro pontepretano conta  que conversou com o ex-parceiro de Flamengo Thomás, que hoje também veste a camisa da Ponte, sobre como eram as coisas na Macaca. “Antes de acertar eu conversei com ele. Thomás  é um pouco mais jovem que eu, mas tive contato com ele no Flamengo. É um menino bom, que tem alegria nas pernas, e vai me ajudar  aqui nessa adaptação. Também conheço o Renato Cajá, de quando ele jogou no Vitória. Eu perguntei muito ao Thomás de como estava a Ponte Preta e ele e falou muito bem sobre o centro de treinamento, sobre o treinador, a estrutura que é dada aos atletas e isso foi super importante na minha decisão”, reforça.

 Lomba conta que não vê a hora de ajudar seus novos companheiros. “Acho que em conjunto faremos uma grande temporada, primeiro para a Ponte e depois para mim também. Estou empolgado, motivado e doido para trabalhar, vestir a camisa e ajudar os companheiros nessa temporada 2015”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS