Kleina crê em crescimento e clama pela torcida no Majestoso neste sábado: “Apoio será fundamental”

Foto:PontePress/ÁlvaroJr

Jogando com um em construção contra uma equipe que no momento  está em outro patamar, nas palavras do próprio técnico Gilson Kleina , a Ponte Preta fez uma estreia ruim no Paulistão. Mais do que lamentar o resultado, porém, GK quer deixa-lo para trás o quanto antes e fazer um bom primeiro jogo em casa, às 18h30 deste sábado contra a Inter de Limeira.

“Não adianta achar que tem que ir no desespero contra a Inter: temos que ter equilíbrio. A derrota de ontem foi o preço que pagamos por ter uma equipe ainda em construção que enfrentou um time que está em outro patamar, há mais tempo junto, treinando e disputando um mundial. Mas não temos que justificar e sim achar solução, até porque sábado tem jogo e tenho certeza que esta equipe vai crescer. Peço mais uma vez o apoio do torcedor, isso é fundamental para uma equipe que está começando, e que a gente possa evoluir cada vez mais para conquistar os resultados”, diz.

Com pouco tempo entre uma partida e outra, Kleina enfatiza que o foco será total na recuperação do elenco. “Nos reapresentamos nesta quinta e vamos ter só um treinamento na sexta, então vãos analisar as condições de cada um, ver se faremos ou não outras estreias no sábado, pra começar a dar forma e identidade ao time o quanto antes e fazer sequências, que são muito importantes. O principal agora é mobilizar todo o elenco e dar moral aos atletas, confiança para fazer um grande jogo no sábado”, afirma.

Apesar da superioridade do adversário ter feito diferença, o treinador sabe que há fatores que precisam ser corrigidos na Macaca.  “A gente entrou com um time mais reativo, diante das circunstâncias, s não conseguimos fazer as ações porque o adversário não deixa você dar transição, tem a marcação bem encaixada. Mas temos de lamentar o jeito que tomamos os gols, de bola parada. É desatenção, pois sabíamos que eles batem o escanteio rápido, temos que corrigir isso”, diz.

Ele acrescenta que no segundo tempo a equipe encaixou um pouco melhor e reduziu o ímpeto dos donos da casa, mas ainda há um longo caminho pela frente. “Agora, porém, temos que nos mobilizar, levantar a cabeça. Não é a estreia que nós nem a torcida queríamos, mas precisamos dar moral pra sábado ter outra postura, outro comportamento e poder pontuar”, reitera.

Covid19

Em relação ao time que jogou e a ausência de alguns atletas até mesmo no banco, Kleina confirmou que Pedro Júnior e Thalles testaram positivo para Covid19, enquanto Kevin sofreu uma luxação no cotovelo na pré-temporada.

“A Covid nos causou prejuízo, cada atleta que confirmado fica sete dias fora, o que nos fazia mudar tudo, e isso em uma equipe que está se conhecendo. Essa linha que usamos ontem, por exemplo, foi montada esta semana. A gente estava trabalhando uma situação com a equipe que tinha disponível e infelizmente o Pedro Júnior positivou, então mudamos. Se você reparar, foram seis estreias e tentamos fazer nosso melhor com o que tínhamos, temos que dar confiança para a equipe”, enfatiza.

O treinador afirma, contudo, ter certeza de que a Macaca vai melhorar muito no decorrer da competição.  “Nosso time está se conhecendo, se adaptando, vamos ter de construir dentro do campeonato, é um processo no qual temos que ter calma. Claro que queremos o resultado, mas temos que ter paciência porque a equipe vai encaixar, não tenho a menor dúvida. Os atletas vão crescer e teremos um coletivo forte”, conclui.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS