Ponte treina na tarde desta quarta-feira (15) e Josimar, após virose, está à disposição do técnico Guto Ferreira

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/FábioLeoni

O elenco da Ponte Preta realiza mais um treinamento na tarde desta quarta-feira (15), no CT do Jardim Eulina. Entre os atletas que participam da atividade está o volante Josimar, que desfalcou a Macaca nas últimas partidas, em decorrência de uma virose. O jogador não vê a hora de entrar em campo.

“Estou feliz de estar voltando. Nós ficamos de fora, vendo o time tentando ganhar de qualquer jeito e o resultado não vem, a bola não entra. Mas a equipe está bem, temos a semana cheia para treinar, melhorar o que estamos pecando, estamos tranquilos. Não está nada fora do nosso projeto, que é de permanência na Série A”, afirma o jogador, que explica o que sentiu horas antes do jogo contra o Palmeiras, em Cuiabá-MT.

“Na véspera do jogo me senti mal de madrugada. Chamei o médico pela manhã e já estava bastante debilitado. É triste ficar de fora porque tu queres ajudar. Já disse que a única coisa que sei fazer é jogar bola. E eu sou chato pra caramba. Me concentro demais, passo a semana estudando o adversário, então, agora, retomando em um jogo difícil contra o Joinville. Vi o jogo deles contra o Inter. Espero poder ajudar domingo”, afirma.

Josimar ressalta o quanto está bem. “Estou pronto. Um pouco abaixo do peso ainda. Perdi massa muscular, mas estou tranquilo. O resultado não veio, mas a equipe está jogando bem e vamos retomar essa caminhada boa de vitórias”.

Sobre o fato de o time estar sem fazer gols há quatro jogos, Josimar acredita que a equipe vai resolver logo esse problema. “Temos que ter paciência. A bola vai entrar. Felizmente já tem jogo domingo para provarmos que podemos, que temos qualidade para reverter essa situação. Vai ter aquele frio na barriga, a emoção de querer chutar a gol, mas tudo no seu tempo. A bola vai entrar”, confia o volante, que encara esse período complicado da Ponte no Brasileiro como normal e espera que logo isso passe.

“É até complicado falar que é natural ter uma queda. Mas acontece. São muitos jogos. Nossa equipe teve uma queda no momento certo e agora é hora de embalar até o fim do campeonato. Temos quatro meses e não podemos ficar mais nessa de cinco jogos sem pontuar ou fazer apenas um ponto, senão os times encostam. Vamos buscar uma sequencia boa no campeonato”, completa.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS