Após empate contra o Grêmio, Jorginho destaca: vamos pensar 100% na Sul Americana

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

 

A Ponte Preta ficou no empate por 1 a 1 com o Grêmio neste domingo (24) e, com o resultado deste jogo e do complemento da rodada, a Macaca ficou praticamente sem chances de permanecer na primeira divisão do futebol brasileiro: para que isso ocorra é necessário que que o time vença os próximos dois jogos (contra Portuguesa e Internacional) e que Vasco, Fluminense e Coritiba percam nas duas rodadas restantes. A combinação, ainda que exista matematicamente, é altamente improvável de ocorrer, e o técnico Jorginho já a considera descartada.

 

“Ficamos muito tristes por não conseguirmos atingir nosso objetivo. Eu queria muito dar esse presente no final do ano para o torcedor, a permanência na primeira divisão, para que fizéssemos um planejamento no ano que vem com dinheiro. Quero agradecer de todo o coração o apoio do torcedor. Tenha certeza que aqui estão todos muito machucados. Acredito que precisamos lamentar e sentir essa tristeza na pele”, lamenta Jorginho.

 

O comandante da Macaca destaca que agora o pensamento do time está unicamente voltado para a Copa Total Sul Americana. “Estamos vivendo dois extremos de tristeza por um lado e uma grande alegria do outro. Já temos que pensar no São Paulo para poder continuar o que começamos a fazer lá no Morumbi. Eles têm um time qualificado e acostumado a esse tipo de torneio e não podemos relaxar para poder trazer uma alegria ao nosso torcedor e quem sabe conquistar um título tão sonhado em 113 anos. Passando na quarta-feira vamos pensar 100% na Sul Americana e deixar os jogadores descasarem para a final”, afirma.

 

Ele faz questão de registrar que o resultado em uma competição não “compensa” o da outra. “É claro que por mais que venha o título, se isso ocorrer, não vai apagar o descenso. No entanto todo torcedor da Ponte vai poder dizer para os outros torcedores aqui de Campinas de outros times que nós também somos campeões e mais, campeões sul americanos”, espera Jorginho.

 

O treinador assume a responsabilidade pelo mau desempenho no campeonato nacional e ressalta que a equipe teve chances de sair dessa situação. “Foram apenas 14 pontos na primeira fase. Eu assumi faltando três jogos do primeiro turno, justamente contra o Grêmio. De lá para cá foram diversas oportunidades para sair dessa situação, com derrotas que não poderiam de jeito nenhum acontecer. O jogo contra o Flamengo com um a mais, o jogo do Náutico que deveríamos ter ganho ainda no primeiro tempo, a partida contra o Vitória… só ai já estaríamos lá na briga”, finaliza Jorginho.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS