Jorginho explica escolha por reservas diante do Atlético Mineiro, diz que derrotas não abalaram e time vai atrás de vitória contra o Bahia

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/Guilherme Dorigatti

 

A Ponte Preta foi derrotada pelo Atlético Mineiro na noite de ontem (03). Em campo, uma Macaca diferente da que o torcedor está acostumado, formada apenas por jogadores considerados reservas. O treinador Jorginho justificou essa decisão em virtude de o time alvinegro ter disputado duas partidas em um intervalo menor do que 48 horas e, mesmo diante da derrota que mantém a Macaca na vice-lanterna, continua acreditando na recuperação no Brasileiro e um bom resultado no próximo domingo.

 

“Sabemos que o Bahia está crescendo, tem um bom time e um bom treinador, mas vamos em busca dos nossos objetivos e acredito sinceramente que vamos permanecer na primeira divisão. Essas duas derrotas não nos abalaram e estamos muito conscientes daquilo que podemos conquistar”, afirma.

 

O técnico frisa que a Ponte entrou em campo com uma equipe totalmente modificada diante do Galo, na noite de quinta, para preservar a integridade física dos jogadores alvinegros. “Eu poderia até ter entrado com a equipe titular, mas correria o risco de perder alguns jogadores para o resto do campeonato. Muito mais do que ganhar um jogo, eu tenho que pensar no todo e preservar também a integridade física do meu atleta, sabendo que ele é um chefe de família que precisa disso para o seu sustento. Uma contusão pode atrapalhar muito mais”, diz Jorginho.

 

O comandante da Macaca aponta os erros no primeiro tempo da partida de ontem como fundamentais para a derrota. “Tivemos dois no início do primeiro tempo que foram fatais. Contra um time campeão da Libertadores não podemos ter esses erros, mas são coisas que acontecem, ainda mais um time que não vinha jogando. No segundo tempo, naturalmente eles jogaram em cima das nossas falhas e conseguiram fazer um placar de 4 a 0”, lamenta Jorginho que, novamente com pouco tempo de trabalho entre um jogo e outro, só pensa agora em vencer o Bahia em Salvador, neste domingo (6). 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS