Após conquistar vaga histórica para final da Sul Americana, Jorginho passa lição de casa a atletas e afirma: vamos dar a nossa vida para conquistar o é o objetivo da Ponte em 113 anos, o título de campeão

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

 

O empate da Ponte Preta com o São Paulo em 1 a 1, ontem na cidade de Mogi Mirim, garantiu a vaga histórica para a Macaca na final da Copa Total Sul Americana 2013. Apesar de toda a euforia e comemoração, o pensamento do elenco já está nos jogos que definirão o título. O adversário será definido nesta noite. “Passei um dever de casa para todos os jogadores, que é assistir ao jogo entre Lanus e Libertad. Independente de quem passe, teremos pela frente dois jogos muito duros. O torcedor pode ter certeza que vamos dar a nossa vida, de todo o coração, para conquistar o nosso objetivo, que é o objetivo da Ponte em 113 anos, o título de campeão”, diz o treinador Jorginho.

 

O comandante da Macaca fala sobre a partida diante do São Paulo que deu a classificação para à Ponte. “Nos alegramos muito porque demos mais um passo na direção de uma conquista. Todo os méritos são dos jogadores, pelo o que eles fizeram e pela forma com que jogaram: com raça, ligados e bem organizados taticamente. O São Paulo é uma grande equipe e é a atual campeã Sul Americana, então não ganhamos de qualquer um.”

 

Jorginho também faz questão de mandar um recado para o torcedor alvinegro. “Quero agradecer de todo o coração ao nosso torcedor, que tem feito uma grande diferença. Esperamos contar com eles no próximo jogo da Sul Americana, que provavelmente será no Pacaembu, e queremos muito que o torcedor esteja presente. O maior patrimônio que um clube tem é o seu torcedor e eles estão de parabéns. Um torcedor sofredor, com 113 anos de história sem nenhum título significativo, e estamos muito próximos de conquistar”, destaca, dedicando a classificação em especial aos cerca de 15 mil pontepretanos que estiveram ontem no Romildão.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS