Com sentimento conflitante por ter de deixar o time para servir o Brasil, Jeferson viaja para encontrar a Seleção SUB20 e seguir rumo a Áustria

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

O lateral pontepretano Jeferson viaja nesta segunda para se encontrar com a Seleção Brasileira SUB20 e seguir com a equipe rumo à Áustria, onde disputara um campeonato amistoso defendendo a Amarelinha. Humilde e competente, Jeferson – que já defendeu a seleção SUB17 em quatro ocasiões – releva que leva dentro do peito um sentimento conflitante.

“É bom e ruim ao mesmo tempo. O motivo pelo qual estou deixando a Ponte nesta reta final de Paulista é bom, afinal estou indo defender meu país. Ao mesmo tempo vou perder jogos importantes, queria ajudar a equipe contra o Corinthians nas quartas, mas estou indo pra seleção, onde muitos queriam estar. Como eu disse, é bom e ruim ao mesmo tempo”, reforça o lateral de 18 anos.

Em relação às vezes anteriores em que defendeu o Brasil, o jogador acredita estar mais maduro. “Nas primeiras convocações as pernas ficam bambas, você acha que é mentira, mas depois se acostuma. No ano passado disputei mundial com Seleção, voltei machucado, mas depois me recuperei e joguei como titular na Ponte.  Então a gente fica mais experiente, mais seguro e espero ir bem, até porque tenho trabalhado bem aqui na Macaca.”

Jeferson também irá reencontrar na Áustria alguns companheiros atletas que já atuaram com ele no SUB17, bem como o auxiliar técnico da Macaca André Luís, que atua no selecionado ao lado do treinador Gallo. “É bom ter um companheiro de trabalho aqui da Ponte por lá”, pontua.

Em relação à Áustria, Jeferson revela que não conhece o país e espera ter a chance de visitar alguns lugares, mas sabe que isso dependerá exclusivamente do desempenho do time. “Não sei nada de lá, só me falaram que tem neve, mas não sei se tem mesmo e nem se vai dar tempo pra ver.  Em Dubai, quando disputamos o Mundial lá, teve um dia de folga, saímos, andamos muito, compramos alguma coisa. Mas depende da atuação nas competições, se a gente estiver bem  geralmente deixam, se não nem dá tempo.”

 A Seleção SUB20 do Brasil vai enfrentar as equipes de Camarões (10 de abril), Qatar (13) e Honduras (16), nas cidades austríacas de Pashing (1º e 3º confronto) e Salsburg (2ª partida)

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS