Talento da base: com apenas 17 anos, goleiro Ivan atua nas categorias SUB 17 e SUB 20, se consolida como 4º goleiro do profissional e almeja vôos maiores na carreira

Crédito obrigatório para reprodução da foto:
PontePress/GuilhermeDorigatti

 

Se tornar um jogador profissional não é tarefa fácil. Para quem quer ser goleiro, então, a vida é ainda um pouco mais difícil, até porque é a posição na qual geralmente os atletas conseguem prolongar mais a carreira (ou seja, há poucas vagas para quem está começando). Mas para um jovem arqueiro pontepretano, as chances parecem estar surgindo. Trata-se de Ivan, jogador de 17 anos que atua pela equipe SUB 17, SUB 20 e já há alguns meses integra o grupo profissional da Macaca, como quarto goleiro.

 

“Acredito que estou vivendo um momento muito bom. Sou muito jovem ainda e estou fazendo parte de duas categorias de base e treino também nos profissionais. Cada dia me motiva mais a seguir em frente”, afirma o jovem de 1m93, que busca absorver o melhor dos companheiros de equipe, em especial os do time principal.

 

“Sempre estou procurando observar o Roberto, o Daniel e o Reynaldo, pelos grandes goleiros que são. Procuro pegar o que há de bom e dessa forma aplicar no meu trabalho”, diz o atleta. Ainda um menino, ele revela que andou tomando "puxão de orelha" do preparador de goleiros da Macaca, André Dias, mas entrou novamente nos trilhos.

 

“Pois é. Andei faltando na escola e não pode. Tomei uma dura do professor André Dias, reconheci meu erro e hoje vou todos os dias no colégio, inclusive na sexta-feira, que é um dia que quase ninguém vai no período noturno. Precisa estudar e levar a sério mesmo”, conta o bem humorado Ivan, que conta com a confiança do preparador fora e dentro do campo.

 

“O Ivan é um goleiro muito bom. Nós às vezes pegamos no pé dele, mas é porque vemos muito potencial nesse garoto. Além disso, integra o profissional porque também está sempre em atividade. Se a equipe principal precisar utilizá-lo, o Ivan está em plenas condições de atuar. Confiamos muito no trabalho dele”, ressalta André Dias.

 

O jovem goleiro acredita que pode conseguir um futuro ainda melhor com a camisa alvinegra. “Eu conquisto um pouco a cada dia e quero conquistar muito mais. Tenho o sonho de ser convocado para a seleção, vestir a camisa 1 da Ponte e conseguir títulos pela Macaca”, completa.

 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS