Para cada pênalti que Matheus defender e cada gol que a Ponte marcar, Inducol dará um colchão para entidade social que auxilia crianças; melhores atletas de base também ganharão prêmios para os pais

 

Crédito obrigatório para reprodução das fotos:
PontePress/DanielRibeiro

Afinal, por que uma marca de colchões nacionalmente reconhecida deve patrocinar um time de futebol? Mais ainda, o que um bom colchão pode fazer por um atleta, em especial um em formação? Foi pensando nestas questões que a Inducol, empresa sediada em Monte-Mor (SP), decidiu patrocinar a Associação Atlética Ponte Preta – primeiro time de futebol em funcionamento de maneira ininterrupta desde sua fundação – e ir além: a empresa destinou colchões para as categorias de base da equipe e ainda irá premiar os jovens talentos.

“Quando decidimos investir pela primeira vez no esporte, pensamos não só em apoio financeiro ao time, mas em uma forma de ajudar os futuros craques. Uma boa noite de sono é primordial para descansar, ainda mais na juventude, e um colchão de qualidade é fundamental neste sentido. E também queremos premiar as famílias, que são essenciais na formação destes garotos, por isso em Maio premiaremos o melhor de cada categoria com um conjunto de casal para os pais”, explica Olga Fonseca, gerente de marketing da Inducol.

Desta forma, no final de abril os coordenadores das categorias SUB15, SUB17 e SUB20 – que avaliam tecnicamente os meninos de maneira constante – mostrarão à Inducol os dados de desempenho. O melhor Infantil, o melhor Juvenil e o melhor Junior ganharão um conjunto de casal para seus pais e mães. E a ação em prol do futuro não pára por aí: o time profissional também irá ajudar crianças com gols feitos em campo.

“Estamos lançando um desafio, ou melhor ainda, uma missão. A partir desta sétima rodada do Paulista, cada gol que a Ponte Preta marcar em campo, bem como cada pênalti defendido,  será transformado em um colchão para doação a uma entidade que trabalha com crianças carentes na região de Campinas, que os próprios jogadores escolherão. Desta forma a Macaca e a Inducol ajudarão outras crianças que não são atletas, mas precisam também crescer com saúde e ter um bom sono”, pontua Olga.

Assim, independentemente do placar final de cada partida, todo e qualquer gol marcado e pênalti defendido em um jogo alvinegro – a contar do confronto contra o Red Bull, na noite de sábado (28) no Majestoso – levará não só alegria para a torcida como ajudará a quem precisa. “E estamos torcendo para que a Ponte goleie bastante e para que não haja muitos pênaltis contra Matheus, mas para que ele pegue todos os que acontecerem”, conclui Olga.

“Ficamos muito felizes em ter do nosso lado um parceiro que pensa não só em aliar nossas marcas, mas também investe nos futuros craques e em uma ação social tão significativa”, diz Eduardo Porto, co-diretor de marketing alvinegro. “Como goleiro torço para que não aconteçam pênaltis, mas se for para ajudar as crianças até torço para poder pegar muitos”, diz o arqueiro Matheus.

Um detalhe curioso: na entrevista coletiva desta terça, realizada no hotel Vitória, os jornalistas não se sentaram em cadeiras, como é habitual. Em vez disso, se acomodaram em colchões Inducol, os mesmos que serão dados aos pais dos melhores atletas de base.

Inducol – Os colchões Inducol têm mais de 50 anos de credibilidade e tradição no mercado. A Inducol fabrica colchões de espumas e molas seguindo as normas de nível mundial com tecnologia  avançada e material de qualidade. Está presente nas principais redes de varejo e nas principais lojas especializadas do país. A empresa investe em pesquisa e desenvolvimento; sempre focada em produtos que valorizam o sono e a qualidade de vida das pessoas. A produção dos colchões Inducol acontece em dois parques industriais: na cidade de Monte Mor-SP, região de Campinas-SP e no Rio Grande do Sul, na cidade de Bento Gonçalves. 

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS