TC10+ barrados na catraca: dos 457 bloqueados na última partida, 81% eram inadimplentes; rigor na entrada continuará no jogo de quinta

Mesmo com catracas exclusivas, um número alto de Torcedores Camisa 10+ encontrou dificuldades em entrar no Moisés Lucarelli no jogo de estreia da Ponte Preta pelo Campeonato Paulista, no dia 1º de fevereiro.  Um total de 457 integrantes do programa de fidelidade foi bloqueada nas catracas e houve muita reclamação. Infelizmente, no entanto, após verificação criteriosa do ocorrido, a coordenação do programa apurou que 370 deles, ou seja, cerca de 81%, estavam inadimplentes e por isso foram barrados de maneira justificável.

“Em 29% dos casos havia problemas como chip gasto, tarja magnética inutilizada ou até mesmo erro humano por parte da Ponte em cadastro. Estes problemas nós assumimos e estamos trabalhando para corrigir, inclusive com troca de carteirinhas e orientando as pessoas a não deixar as que têm tarjas magnéticas próximas a celulares e equipamento elétrico-eletrônico. Contudo, na maioria esmagadora dos casos o bloqueio foi legítimo, por falta de pagamento”, diz Eric Silveira, coordenador do TC10+.

Além da inadimplência, também foi identificada a utilização de um “expediente” irregular que diversos associados se utilizaram  para beneficiar conhecidos, que acabaram entrando gratuitamente na partida. “A pessoa pede uma carteirinha nova, alegando que perdeu a antiga, e a dá para um amigo que não é TC10+ entrar primeiro. Dai ela mesma tenta entrar com a velha, que na verdade não havia perdido, e ao ser barrada porque o sistema não identifica a velha ela mostra um recibo comprovando que está em dia e alega que houve um erro do sistema e exige entrar porque pagou. Seguramos a carteirinha velha conosco e, uma vez descoberta essa ação, tomamos medidas para evitar este tipo de irregularidade”,a firma Silveira.

Ele lamenta profundamente esta ação irregular, que prejudica os cofres do clube e os próprios TC10+. “Além de trazer um ônus financeiro ao clube, esse tipo de ação prejudica os próprios colegas torcedores que acabam ficando mais tempo na fila por causa de um problema inexistente que o sujeito que está na frente alega ter para tirar vantagem para si e outro conhecido. É uma situação deplorável”, diz.

Eric Silveira ressalta que o bloqueio aos inadimplentes nas catracas continuará ocorrendo. “Estamos trabalhando forte para evitar problemas a quem paga em dia seu programa e na mesma medida continuaremos a impedir a entrada de quem não tem direito e a combater fraudes que só prejudicam a Ponte Preta e os torcedores que cumprem sua parte. Neste jogo de quinta seguiremos esta mesma linha, por isso conclamamos quem quer vir e não está em dia que acerte suas contas com o clube, até porque em breve anunciaremos diversas novidades no programa e quem estiver em dia, como sempre, será beneficiado”, finaliza.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS