Humilde após marcar gol a La Ronaldinho, Ramirez diz que não quer ser herói e sim ajudar a equipe

Jogadores, comissão técnica, torcedores pontepretanos. Todos deram sua cota de contribuição para a vitória no dérbi de sábado e são heróis do clássico. Mas, dentre eles, um teve a atuação destacada pela mídia nacional. Saindo do banco em sua estreia pela Ponte, o peruano Ramirez mal entrou e já marcou um belo gol de falta, comparado com o de Ronaldinho Gaúcho contra a Inglaterra na Copa do Mundo de 2002.

Não bastasse, fez excelentes passes e lançamentos durante a partida, entre eles o que deu a Bruno Silva a chance de fazer o terceiro e último gol da goleada sobre o Guarani. Ramirez, porém, é humilde e prefere não aceitar o título de "o" herói do Dérbi.

"Fiquei muito feliz por ter entrado já fazendo gol e ter ajudado a equipe a vencer. Mas o mais importante foi isso, a vitória do grupo: agora temos sete pontos e quero atuar de novo na próxima rodada, de preferência com nova vitória da Ponte", diz.

Sobre o belíssimo gol que fez ontem, o peruano faz questão de admitir que, além da habilidade que demonstrou em campo, contou com a sorte no lance em si. "Na verdade minha intenção era fazer o cruzamento, mas a bola entrou e fico feliz", finaliza.

O elenco alvinegro folga neste domingo e se reapresenta às 16 horas de segunda(28), no Majestoso.

Notícias Recentes

REDES SOCIAIS